Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Polícia russa revista instalações da oposição ligadas ao oligarca Mikhail Khodorkovsky
A polícia russa revistou nesta sexta-feira (19) as instalações da MBKh Media, um meio de comunicação ligado à oposição, e da organização Open Russia, ambas relacionadas ao oligarca exilado e crítico do Kremlin Mikhail Khodorkovsky - anunciaram suas equipes

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

A polícia russa revistou nesta sexta-feira (19) as instalações da MBKh Media, um meio de comunicação ligado à oposição, e da organização Open Russia, ambas relacionadas ao oligarca exilado e crítico do Kremlin Mikhail Khodorkovsky - anunciaram suas equipes.

"As forças de segurança entraram nas instalações da MBKh Media em Moscou", informou a equipe de redação do site de informações.

A polícia também realizou uma busca nas instalações da "Open Russia" em Moscou e em São Petersburgo. Desde 2017, ela faz parte da lista de organizações estrangeiras ativas na Rússia consideradas "indesejáveis", de acordo com uma polêmica lei aprovada em 2015.

"Causaram desordem, mas não apreenderam nenhum material", disse o diretor da "Open Russia", Andrei Pivovarov, citado pela MBKh Media.

"Estamos acostumados com estes aborrecimentos, embora isso não seja nada normal", acrescentou.

Os policiais também revistaram a casa da ativista da oposição Anastasia Burakova.

"Putin disse que queria falar sobre democracia com Biden. Mas seus espiões querem confiscar alguns telefones (...) Bem, vamos falar sobre democracia", ironizou Mikhail Khodorkovsky no Twitter.

De acordo com o advogado Sergei Badmashin, as batidas na MBKh Media estão relacionadas a um caso aberto em Nizhny Novgorod contra o ativista Mikhail Yosilevich, preso no final de janeiro por sua colaboração com a Open Russia.

Segundo o site Open Media, financiado por Khodorkovsky, o caso também levou a uma operação de busca na casa da jornalista Irina Slavina em outubro, um dia depois de ela se suicidar.

A redação da MBKh Media também foi revistada em 9 de julho e em 9 de setembro de 2020, no contexto de um caso envolvendo a empresa petrolífera Yukos, de propriedade de Khodorkovsky até ser desmontada após a prisão deste último em 2003.

A Open Russia, que busca reunir as forças pró-europeias da Rússia para formar uma oposição unificada, foi alvo de ação policial em 9 de janeiro em conexão com o mesmo caso.

emg-pop/rco/jvb/es/mr/tt

Twitter