Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Autor de tiroteios em Atlanta é indiciado
O autor confesso dos tiroteios em três spas em Atlanta foi indiciado por homicídios nos ataques da última terça-feira (16), que deixaram oito mortos e espalharam pânico na comunidade asiática nos Estados Unidos

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

O autor confesso dos tiroteios em três spas em Atlanta foi indiciado por homicídios nos ataques da última terça-feira (16), que deixaram oito mortos e espalharam pânico na comunidade asiática nos Estados Unidos.

Robert Aaron Long, um homem branco de 21 anos, aparentemente negou quaisquer motivos racistas e se apresentou como um "viciado em sexo" ansioso para acabar com "uma tentação", disse o capitão Jay Baker, porta-voz do condado de Cherokee, onde o atirador foi preso.

Os investigadores acreditam, no entanto, que é prematuro se pronunciar sobre o verdadeiro motivo do massacre.

Seis de suas oito vítimas eram de origem asiática, quatro delas sul-coreanas. Sete eram mulheres.

Em todo país, foram prestadas homenagens, que serviram ao mesmo tempo de protesto pelo aumento dos ataques contra a comunidade asiática.

Sem se referir às investigações em andamento, o presidente Joe Biden destacou que "os americanos de origem asiática estão muito preocupados".

"A violência" contra esta minoria é "muito preocupante", acrescentou.

A tragédia ocorreu em meio às denúncias por parte dessa comunidade, que afirma estar sofrendo um aumento nos ataques verbais e físicos desde o início da pandemia da covid-19. O novo coronavírus surgiu na China, no final de 2019.

Long, que admitiu os fatos, "deu a entender que tinha problemas com o vício em sexo e que pode ter frequentado vários desses lugares no passado", disse Baker.

O FBI pretende ajudar investigadores locais a verificar suas declarações, pesquisando nas redes sociais e questionando seus familiares.

Enquanto isso, as atenções também se voltaram para Baker, que durante sua entrevista coletiva afirmou que Long tinha tido "um dia ruim".

Após essa declaração, o site Buzzfeed publicou uma mensagem supostamente da conta pessoal de Baker no Facebook, na qual ele aparece promovendo camisetas com uma frase que descreve a covid-19 como um "vírus importado" da China.

O jovem, um cristão fervoroso e que adora armas, abriu fogo na terça à tarde em um spa em Acworth, a cerca de 50 km de Atlanta, deixando quatro mortos e dois feridos.

A garçonete de um restaurante fast-food local que acabava de receber uma massagem com o marido é uma das vítimas.

Ele então atacou outros dois spas, localizados na grande cidade do sul dos Estados Unidos, ceifando mais quatro vidas.