Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Rebeldes huthis lamentam morte de 44 migrantes em incêndio em Sanaa
Os rebeldes huthis do Iêmen expressaram nesta quarta-feira "profundo pesar" pelo incêndio em um centro de migrantes de Sanaa, pelo qual foram acusados e que deixou 44 mortos e 193 feridos

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Os rebeldes huthis do Iêmen expressaram nesta quarta-feira "profundo pesar" pelo incêndio em um centro de migrantes de Sanaa, pelo qual foram acusados e que deixou 44 mortos e 193 feridos.

"Expressamos nosso profundo pesar com o acidente no centro de detenção de migrantes em Sanaa", afirmou o vice-ministro das Relações Exteriores dos rebeldes, Hussein Al Azi.

Ele também disse que os rebeldes iniciaram uma investigação sobre a tragédia.

Na terça-feira, a ONU pediu uma investigação sobre o incêndio de 7 de março.

A ONG Human Rights Watch (HRW) afirma que o incêndio foi provocado por projéteis disparados pelos rebeldes contra o edifício localizado na capital Sanaa.

Imagens obtidas pela AFP com um sobrevivente mostram dezenas de corpos empilhados. Uma pessoa é ouvida gritando e rezando no vídeo.

bur-aem/elm/zm/me/fp