Últimas Notícias
INTERNACIONAL
HRW: exército egípicio destruiu 12.350 edifícios no Sinai
O exército do Egito destruiu 12.350 edifícios residenciais e comerciais desde o fim de 2013 na região do Sinai, onde existe um movimento insurgente extremista, informou nesta quarta-feira a ONG Human Rights Watch em um comunicado, que cita "possíveis crimes de guerra"

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

O exército do Egito destruiu 12.350 edifícios residenciais e comerciais desde o fim de 2013 na região do Sinai, onde existe um movimento insurgente extremista, informou nesta quarta-feira a ONG Human Rights Watch em um comunicado, que cita "possíveis crimes de guerra".

"Durante os últimos sete anos no norte do Sinai, o exército egípcio desalojou ilegalmente dezenas de milhares de residentes, destruindo suas casas, fazendas e meios de sobrevivência", afirma em um comunicado Joe Stork, subdiretor do departamento para África do Norte/Oriente Médio da HRW.

A ONG já havia acusado em 2019 as forças de segurança egípcias de "crimes de guerra" no Sinai, o que foi negado pelo governo do Cairo.

A organização afirma que as demolições são "violações do direito internacional humanitário, ou das leis de guerra, e equivalem a possíveis crimes de guerra".

Há vários anos as forças egípcias tentam acabar com a insurgência na península do Sinai, liderada por um braço local do gruo Estado Islâmico (EI).

bur/elm/pc/zm/fp