Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Canadá recomenda o uso da vacina AstraZeneca para pessoas com 65 anos ou mais
O comitê científico que assessora o governo do Canadá sobre questões de imunização estendeu, nesta terça-feira (16), a sua recomendação sobre o uso da vacina AstraZeneca contra a covid-19 para pessoas com 65 anos ou mais

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

O comitê científico que assessora o governo do Canadá sobre questões de imunização estendeu, nesta terça-feira (16), a sua recomendação sobre o uso da vacina AstraZeneca contra a covid-19 para pessoas com 65 anos ou mais.

Esta é uma reviravolta para o Comitê Consultivo Nacional de Imunização (CCNI), que no início de março recomendou limitar o uso da vacina AstraZeneca para pessoas com idades entre 18 e 64 anos.

O comitê inicialmente limitou o uso da vacina por causa do "pequeno" número de pessoas com 65 anos ou mais que participaram dos ensaios clínicos de fase 3 da vacina AstraZeneca, informou.

No entanto, "evidências" do Reino Unido, onde a vacina farmacêutica anglo-sueca foi administrada a pessoas com 65 anos ou mais, demonstra "a alta segurança e eficácia da vacina AstraZeneca em idosos, particularmente contra os casos graves da covid-19 e hospitalização", disse o CCNI.

A recomendação acontece depois que países, incluindo Alemanha, França e Itália, suspenderam o uso da vacina AstraZeneca como medida de precaução após relatos de coágulos sanguíneos, embora nenhuma relação entre estes e o produto administrado tenha sido estabelecida.

"Neste momento, o Ministério da Saúde canadense está monitorando os eventos, mas considera que, dados os riscos associados à covid-19 (...) é preferível continuar vacinando com as vacinas disponíveis no Canadá, incluindo a AstraZeneca", explicou um chefe do departamento, Marc Berthiaume, em coletiva de imprensa.

"Nossa recomendação não está relacionada ao que está acontecendo na Europa", disse a presidente do CCNI, Dra. Caroline Quach.

Os lotes de vacinas AstraZeneca recebidos no Canadá vêm do Instituto Serum da Índia e são diferentes dos administrados na Europa, acrescentou Berthiaume.

"A vacina AstraZeneca é atualmente considerada, com base nos dados disponíveis, como segura, eficaz e de boa qualidade", disse ele.

No entanto, o comitê recomenda, "no contexto de fornecimento limitado de vacina", que as pessoas com risco aumentado de doença grave e morte tenham prioridade para receber doses de vacinas de RNA mensageiro, como as da Pfizer-BioNTech e Moderna.

O CCNI afirma que irá "revisar sua recomendação, se necessário".

jl/ast/iba/gma/mps/ap

ASTRAZENECA