Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Sai 1º acordo pós-Brexit sobre cotas de pesca no mar do Norte
União Europeia (UE), Reino Unido e Noruega chegaram a um acordo, o primeiro tripartite após o Brexit, sobre as cotas de pesca no Mar do Norte - anunciou o governo norueguês nesta terça-feira (16)

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

União Europeia (UE), Reino Unido e Noruega chegaram a um acordo, o primeiro tripartite após o Brexit, sobre as cotas de pesca no Mar do Norte - anunciou o governo norueguês nesta terça-feira (16).

"Estou feliz que este acordo com a UE e o Reino Unido tenha finalmente sido concluído. É o primeiro acordo sobre cotas no Mar do Norte entre as três partes e uma condição para a gestão sustentável" dos estoques, disse em um comunicado o ministro norueguês da Pesca, Odd Emil Ingebrigtsen.

A pesca tem sido objeto de acordo bilateral de cooperação entre a UE e a Noruega desde 1980, mas o Brexit concretizado no ano passado complicou a situação.

Tema de negociações muito duras desde o início do ano, o acordo prevê uma cota de captura global de 13.246 toneladas de bacalhau, 356.357 toneladas de arenque e 59.512 toneladas de escamudo (ou fogareiro, um peixe parecido com o bacalhau), fixando-se a cota correspondente para cada uma das três partes.

Simultaneamente, a Noruega também assinou um acordo bilateral de troca de cotas com a UE, o que permite que os pescadores de ambas as partes tenham acesso às suas respectivas águas.

Não tendo até agora chegado a um acordo sobre o nível total de capturas autorizadas no mar do Norte, os pescadores europeus e noruegueses não podiam ter acesso às suas zonas de pesca mútuas desde 1º de janeiro.

A organização que representa os pescadores profissionais noruegueses, a Fiskebåt, disse estar "satisfeita" com os acordos concluídos, mas pediu medidas para a frota de pesca de alto-mar, penalizada pela redução das cotas atualmente disponíveis.

Um acordo bilateral desse tipo entre a Noruega e o Reino Unido ainda está pendente, acrescentou Ingebrigtsen.

phy/hdy/mr/age/tt