Últimas Notícias
INTERNACIONAL
De Pequim para o oeste americano, diretora Chloé Zhao seduz Hollywood
Nascida em Pequim, mas fascinada pelo oeste americano, a diretora de "Nomadland", Chloé Zhao, tem Hollywood na palma da mão com suas várias indicações a prêmios de prestígio e um filme de super-herói da Marvel a caminho

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Nascida em Pequim, mas fascinada pelo oeste americano, a diretora de "Nomadland", Chloé Zhao, tem Hollywood na palma da mão com suas várias indicações a prêmios de prestígio e um filme de super-herói da Marvel a caminho.

A cineasta de 38 anos foi indicada para quatro Oscars nesta segunda-feira (15), incluindo os de melhor direção e melhor filme por seu filme íntimo sobre americanos em dificuldade que viajam pelo país em busca de empregos temporários.

Zhao é a primeira mulher a receber quatro indicações ao Oscar em um ano e a primeira mulher não branca a ser indicada à estatueta da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de melhor direção, apenas duas semanas depois de ganhar um histórico Globo de Ouro como cineasta.

"Muito obrigado aos meus colegas membros da Academia por reconhecer este filme que é muito caro ao meu coração", comemorou a diretora em um comunicado à imprensa dos Estados Unidos.

Ambientado nas paisagens espetaculares de estados desconhecidos e escassamente povoados, como Dakota do Sul e Nebraska, "Nomadland" é a mais recente carta de amor da artista chinesa aos vastos espaços de sua pátria adotiva.

Com seu primeiro filme, "Songs My Brothers Taught Me", sobre uma adolescente que sonha com uma vida além da reserva indígena de Pine Ridge, Zhao mergulhou por meses na vida dos nativos da Dakota do Sul.

Zhao descobriu fotos da terra dos Lakota Sioux enquanto estudava cinema em Nova York. Ela então concebeu o projeto "para contar uma história que pudesse tornar as coisas melhores" para eles, explicou a diretora em uma entrevista recente à New York Magazine.

O filme ganhou prêmios em festivais, mas Zhao ganhou mais destaque dois anos depois com "Domando o Destino", outro quase-western filmado em Pine Ridge e no vizinho Parque Nacional de Badlands, ao qual voltaria novamente em "Nomadland".

Outro tema comum dos filmes de Zhao é trabalhar com atores amadores que interpretam versões semificcionais de si mesmos.

"Não sou o tipo de roteirista e diretora que consegue criar seus personagens sozinha em uma sala", explicou à New York Magazine.

Para "Nomadland", a cineasta trabalhou com a renomada atriz Frances McDormand, a quem Zhao inspirou para fazer sua própria jornada pessoal para interpretar sua personagem nômade, Fern.

Após a vitória no Globo de Ouro, Zhao comemorou o reconhecimento que isso traz para a comunidade nômade.

"Se isso significa que mais pessoas verão alguém que não mora em uma casa tradicional, que vive um estilo de vida alternativo, e a cumprimentem, digam olá, isso fará o dia deles", afirmou Zhao à AFP.

Nascida Zhao Ting, filha de um rico executivo de uma siderúrgica chinesa, a cineasta deixou a China ainda adolescente para estudar em um internato britânico antes de terminar seus estudos em Los Angeles e Nova York, onde teve Spike Lee como professor.