Últimas Notícias
POLÍTICA
Lira: Extremos dificultam a vida do País; temos que ter calma na defesa de ideias
O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que o combate à pandemia do novo coronavírus deve encontrar um "meio-termo" entre a posição do presidente Jair Bolsonaro, contrário ao lockdown, e à dos governadores, que têm adotado medidas mais restritivas para lidar com o colapso do sistema de saúde

Por Estadão Conteúdo

Crédito: Divulgação/Internet

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que o combate à pandemia do novo coronavírus deve encontrar um "meio-termo" entre a posição do presidente Jair Bolsonaro, contrário ao lockdown, e à dos governadores, que têm adotado medidas mais restritivas para lidar com o colapso do sistema de saúde.

"Os extremos dificultam a vida do País. Temos que ter calma na defesa de ideias e políticas", afirmou, em live dos jornais O Globo e Valor Econômico. "Devemos despolitizar a pandemia, os extremos não ajudam", disse. Para ele, tratamentos, vacinação e medidas foram politizadas.

Lira disse não ser favorável à abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação do governo federal no enfrentamento da covid-19. Para ele, uma CPI não iria colaborar neste momento. "A economia precisa se movimentar, mas nada mais importante que saúde e vacinação neste momento", disse.