Últimas Notícias
VARIEDADES
'Eu peso o quanto sou refém de uma relação midiática', diz Taís Araújo
Taís Araújo foi a entrevistada do programa Roda Viva, da TV Cultura nesta segunda-feira, 8, Dia Internacional da Mulher

Por Estadão Conteúdo

Crédito: Divulgação/Internet

Taís Araújo foi a entrevistada do programa Roda Viva, da TV Cultura nesta segunda-feira, 8, Dia Internacional da Mulher. A atriz falou sobre questões levantadas pelo Big Brother Brasil 21 e sua relação com Lázaro Ramos durante a pandemia do novo coronavírus.

Sobre o reality show da Globo, a apresentadora Vera Magalhães se referiu aos participantes Karol Conká, Nego Di e Lumena ao perguntar a opinião de Taís sobre o fato de "muitas pessoas negras ficarem em um lugar antipático, desencadeando uma chuva de cobranças".

"Achei o que aconteceu no Big Brother Brasil, para a comunidade negra, bom. Para a gente entender o seguinte: não existe só um tipo de negro. Nem de pessoa. Não somos todos iguais, não somos uma massa única, somos pessoas com pensamentos diferentes", respondeu a artista.

"Eu acho que a gente tem que ampliar o olhar para esse BBB. O saldo disso tudo é as pessoas sacarem que somos diferentes, porque a tendência é botar todo mundo no mesmo saco, e isso tira a nossa humanidade", explicou ela.

"Existe um tipo de militante? Existe uma maneira de militar única, especifica, um padrão, uma cartilha? Não, não existe. Entendo quando as pessoas falam: 'Ah, esvazia [a discussão]'. Mas acho que a gente precisa ampliar esse olhar e ver o que a gente ganha nisso", concluiu.

Relação com Lázaro Ramos

A atriz revelou que seu relacionamento com Lázaro Ramos quase terminou e que, em 2020, ambos consideraram se separar. Porém o casal se reconectou depois de trabalhar juntos, em casa, na série Amor e Sorte.

"Nossa relação melhorou depois de ela ter piorado muito durante a pandemia. Muito sério, a ponto de falar: 'Cara, não vai rolar. Quero mudar com os meus filhos para um apartamento de dois quartos'. Fiquei seriamente imaginando como seria. Achei que não ia rolar, mesmo, estava muito difícil", disse ela.

"A gente teve que reinventar, trabalhar dentro de casa. Trabalhei muito dentro de casa como atriz mesmo. A gente fez uma série, 'Amor e sorte', eu e Lázaro. E foi justamente um momento crucial de nossa reconexão", explicou a atriz.

Além das pressões internas, Taís falou também sobre o peso das expectativas do público, que acha que ela e Lázaro são um "casal modelo". "O tempo inteiro eu peso o quanto eu amo o Lázaro mesmo e o quanto eu sou refém de uma relação midiática".

Clique aqui