Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Três ativistas pró-democracia são presos na Tailândia
Um tribunal de Bangcoc se negou, nesta segunda-feira (8), a conceder liberdade sob fiança a três ativistas do movimento pró-democracia da Tailândia, acusados de insultar a monarquia

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Um tribunal de Bangcoc se negou, nesta segunda-feira (8), a conceder liberdade sob fiança a três ativistas do movimento pró-democracia da Tailândia, acusados de insultar a monarquia.

Panusaya "Rung" Sithijirawattanakul, Panupong "Mike" Jadnok e Jatupat "Pai" Boonpattararaksa são acusados de terem violado a lei que reprime as críticas à monarquia durante uma manifestação no centro de Bangcoc em setembro, disse Prayut Pecharakun, porta-voz do procurador-geral.

Eles também estão acusados de sedição junto com outros 15 manifestantes pró-democracia, acrescentou o porta-voz. Os três ativistas enfrentam outras acusações relacionadas com as leis de lesa majestade.

Nesta segunda-feira, foram acompanhados ao tribunal por dezenas de pessoas com bandeiras e cartazes de outros líderes pró-democracia presos.

Desde meados do ano passado, a Tailândia vive uma onda de manifestações pró-democracia, que entre julho e dezembro de 2020 chegaram a reunir dezenas de milhares de pessoas na capital.

bur-tp-lpm/leg/lch/slb/pc/mb/aa