Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Petróleo sobe a 70 dólares após ataques a instalações sauditas
Os preços do petróleo continuavam subindo na manhã desta segunda-feira (8), com o petróleo Brent ultrapassando brevemente US$ 70 o barril, impulsionados pelos ataques às instalações de petróleo da Arábia Saudita e limites voluntários de produção da OPEP+

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Os preços do petróleo continuavam subindo na manhã desta segunda-feira (8), com o petróleo Brent ultrapassando brevemente US$ 70 o barril, impulsionados pelos ataques às instalações de petróleo da Arábia Saudita e limites voluntários de produção da OPEP+.

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em maio alcançou US$ 71,38 durante o pregão asiático, o preço mais alto desde 8 de janeiro de 2020.

Apesar de uma ligeira queda durante a sessão de segunda-feira (-0,37% para US$ 69,10 para Brent, -0,27% para US$ 65,91 para o WTI americano), as duas referências permaneceram em níveis que não haviam sido observados desde o início da pandemia de covid-19.

O ministério da Energia saudita, citado pela agência oficial Spa, anunciou no domingo que um drone havia alcançado o porto petrolífero de Ras Tanura enquanto um míssil balístico teve como alvo as instalações da gigante energética Aramco, no leste do país.

"A possibilidade de danos em Ras Tanura é especialmente preocupante para o mercado", afirmam os analistas do Commerzbank, que asseguram que ali estão localizados os maiores terminais e centros de armazenamento de petróleo.

Mas "o ouro negro já estava perto de US$ 70", disseram, aproveitando a cautela da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e seus parceiros (a chamada OPEP+), reunidos na semana passada.

A reunião de quinta-feira só levou a uma abertura moderada da torneira de petróleo a partir do próximo mês.

Os preços do petróleo voltaram aos níveis do início de 2020, antes que a pandemia do coronavírus paralisasse a economia global e fizesse os preços despencarem.

bur-js/ved/pc/zm/mr

J.P. MORGAN CHASE & CO

COMMERZBANK

Saudi Aramco