Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Guatemala vai repatriar restos mortais de 16 imigrantes mortos no México
A Guatemala vai repatriar na próxima sexta-feira os restos mortais dos 16 imigrantes guatemaltecos encontrados carbonizados no estado mexicano de Tamaulipas (norte) em 22 de janeiro

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

A Guatemala vai repatriar na próxima sexta-feira os restos mortais dos 16 imigrantes guatemaltecos encontrados carbonizados no estado mexicano de Tamaulipas (norte) em 22 de janeiro.

Segundo um comunicado conjunto dos dois governos, divulgado na Cidade da Guatemala, "serão realizados os procedimentos para a repatriação digna à Guatemala dos restos das vítimas deste fato lamentável", ao ter sido concluída a identificação destas pessoas, provenientes sobretudo da cidade de Comitancillo.

Os dois países reafirmaram o compromisso de continuar trabalhando de forma conjunta para o esclarecimento de suas mortes. As despesas de repatriação serão pagas pelo México, segundo o comunicado.

Em 22 de janeiro foram encontrados os corpos carbonizados de 19 pessoas em Tamaulipas, estado fronteiriço com os Estados Unidos e sacudido há anos pelo crime organizado. Das vítimas, 16 eram guatemaltecas e outras três, de origem mexicana.

Os corpos foram encontrados em uma estrada rural dentro de uma picape com 113 buracos de bala que foi queimada posteriormente, segundo as investigações das autoridades.

De acordo com a promotoria estadual, teriam participado da ação 12 policias de elite de Tamaulipas, que já foram detidos, juntamente com oito agentes migratórios.

Tamaulipas, às margens do Golfo de México, é a rota mais curta para chegar aos Estados Unidos a partir do sul, mas é perigosa devido à presença de gangues que sequestram, extorquem e matam os migrantes.

Camargo, a região onde os corpos foram encontrados, é disputada entre o cartel do Nordeste, egresso dos Zetas, que controla parte de Nuevo León, e o do Golfo, que há décadas atua em Tamaulipas.

Em agosto de 2010, um grupo de 72 migrantes, a maioria centro-americanos, foram mortos por supostos membros dos Zetas em San Fernando, Tamaulipas.

ec/mav/dg/mvv