Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Barcelona vence Osasuna (2-0) e se aproxima do líder Atlético de Madrid
Sem brilho mas mostrando eficiência, o Barcelona (2º) venceu o Osasuna (13º) por 2 a 0 fora de casa neste sábado pela 26ª rodada de LaLiga, resultado que o colocou a dois pontos do líder Atlético de Madrid, que neste domingo recebe no Wanda Metropolitano o Real Madrid (3º) no dérbi da capital espanhola

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Sem brilho mas mostrando eficiência, o Barcelona (2º) venceu o Osasuna (13º) por 2 a 0 fora de casa neste sábado pela 26ª rodada de LaLiga, resultado que o colocou a dois pontos do líder Atlético de Madrid, que neste domingo recebe no Wanda Metropolitano o Real Madrid (3º) no dérbi da capital espanhola.

Depois de meia hora de jogo, o astro argentino Lionel Messi deu sua clássica abertura para a chegada na esquerda do lateral Jordi Alba, que finalizou de forma improvável, com uma bomba bem colocada. Esse foi seu terceiro gol neste campeonato espanhol.

Na reta final (83), o jogador de 18 anos, Ilaix, revelado nas categorias de base e que havia entrado minutos antes, marcou seu primeiro gol pelo time titular após finalizar um passe de Messi com um belo chute frontal.

"Foi um belo gol e um grande jogo para o Ilaix. Cada vez que ele entra em campo ele contribui com alguma coisa. Ele é jovem, mas tem muito físico, é um menino forte. Ele está ganhando para ter mais destaque no time principal", disse o técnico Ronald Koeman após o jogo.

A quatro dias de viajar a Paris para tentar reverter a goleada de 4 a 1 sofrida no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, o Barcelona enfrentou um Osasuna enérgico, que aproveitou o cansaço do time azulgrana principalmente no primeiro tempo.

A equipe comandada por Koeman viajou para Pamplona apenas quatro dias depois de ter jogado 120 minutos contra o Sevilla, em um duelo heróico das semifinais da Copa do Rei em que venceu por 3 a 0, após uma derrota de 2 a 0 na ida.

Mais uma vez o goleiro alemão Marc-André ter Stegen foi fundamental, tendo mostrado a sua categoria com defesas magníficas, como aos 14 minutos, quando voou para mandar para escanteio um grande chute de Kike Barja.

Mais cedo o Sevilla (4º) voltou a perder (2-1), desta vez para o Elche fora de casa, confirmando que vive uma crise de resultados, enquanto o time local conseguiu sair da zona de rebaixamento.

A equipe andaluza, que há apenas um mês parecia uma candidata a todos os títulos, somou em Alicante a sua quarta derrota nos últimos cinco jogos, o que não dá muitas esperanças a seus torcedores de que consiga superar o Borussia Dortmund nas oitavas da Champions na terça-feira (3-2 na ida para os alemães).

Eliminado pelo Barcelona na quarta-feira nas semifinais da Copa do Rei (os catalães venceram por 3 a 0, depois de perder por 2 a 0 em Sevilha), o time comandado por Julen Lopetegui acumula duas derrotas consecutivas em LaLiga, com as quais não só suas chances de lutar pelo título desaparecem, mas a quarta colocação, que classifica para a próxima Liga dos Campeões, pode estar em perigo.

José Raúl Gutiérrez (70) e o argentino Guido Carrillo (76) marcaram os gols do Elche, enquanto para os andaluzes o holandês Luuk de Jong descontou no final (90).

Com este resultado, o Sevilla fica com 48 pontos, 10 atrás do líder Atlético de Madrid, que recebe o Real Madrid no domingo, terceiro colocado mas empatado no número de pontos com o Barcelona, que neste sábado visita o Osasuna (13º), no El Sadar.