Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Cinco guardas detidos em novo motim em prisão no Equador
Cinco guardas foram detidos em um novo motim em prisão no Equador, onde 79 presos morreram há uma semana em revoltas simultâneas em várias prisões, informou o comandante da Polícia, o general Patricio Carrillo, nesta segunda-feira (1º)

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Cinco guardas foram detidos em um novo motim em prisão no Equador, onde 79 presos morreram há uma semana em revoltas simultâneas em várias prisões, informou o comandante da Polícia, o general Patricio Carrillo, nesta segunda-feira (1º).

"Nesta manhã um novo motim na (prisão de) Cotopaxi, deixa 5 guardas detidos; coordenamos ações de intervenção", escreveu Carrillo em sua conta no Twitter.

"O problema carcerário tem graves consequências e é diverso em suas manifestações, as crises nós resolvemos temporariamente com enormes esforços e sacrifícios", acrescentou.

Na terça-feira passada, o Equador viveu sua pior crise carcerária quando 79 reclusos dos pavilhões de segurança máxima morreram em violentos motins registrados em quatro presídios: dois do porto de Guayaquil (sudoeste), um de Cuenca (sul) e outro de Latacunga (centro).

As penitenciárias dessas três cidades são as principais do país e concentram 70% da população carcerária, de 38.000 pessoas.

Na prisão de Turi, na andina Cuenca, alguns presos foram decapitados e desmembrados e quase foram queimados, segundo a Promotoria.

As autoridades atribuem os motins a um confronto de gangues criminosas que disputam o poder e que estão supostamente vinculadas a organizações mexicanas e colombianas.

pld/gma/aa