Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Milhares de manifestantes exigem renúncia do premiê armênio
Milhares de manifestantes se reuniram na Armênia, neste sábado (20), para exigir a renúncia do primeiro-ministro Nikol Pashinyan, muito criticado desde a derrota na guerra com o Azerbaijão pelo controle de Nagorno Karabakh

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Milhares de manifestantes se reuniram na Armênia, neste sábado (20), para exigir a renúncia do primeiro-ministro Nikol Pashinyan, muito criticado desde a derrota na guerra com o Azerbaijão pelo controle de Nagorno Karabakh.

Vigiados por um forte dispositivo policial em uma praça central em Erevan, a capital, os manifestantes gritavam palavras de ordem como "Armênia sem Nikol" e "Nikol é um traidor".

"Nosso sonho é ter uma pátria forte e poderosa, e o único obstáculo que impede esse objetivo é Nikol Pashinyan", disse à multidão Ishjan Saghatelyan, líder do Partido Dashnaktsutiun, de oposição.

"Não vamos parar. Vamos nos livrar de Pashinyan", afirmou.

A oposição critica Pashinyan pela derrota da Armênia no conflito de Nagorno Karabakh contra o Azerbaijão, encerrado em 10 de novembro passado em um acordo de cessar-fogo que prevê importantes ganhos territoriais para Baku nessa região montanhosa do Cáucaso, disputada há décadas.

A oposição, que classificou o primeiro-ministro de "traidor", exige sua renúncia e organizou vários protestos e greves nos últimos meses.

O primeiro-ministro chegou ao poder em 2018.

mkh-im/pop/mm/jvb/mis/tt