Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Roma e Milão se salvam de novas medidas restritivas contra a covid-19 na Itália
O Ministério da Saúde da Itália anunciou, nesta sexta-feira (19), medidas mais restritivas contra o coronavírus para três regiões, mas isentou as duas maiores cidades do país, Roma e Milão

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

O Ministério da Saúde da Itália anunciou, nesta sexta-feira (19), medidas mais restritivas contra o coronavírus para três regiões, mas isentou as duas maiores cidades do país, Roma e Milão.

As regiões de Campanha, que inclui Nápoles, assim como Emilia Romagna e Molise, passarão para a categoria "laranja", de risco médio, a partir de domingo, disse o ministério.

Isso implica o fechamento de bares, cafeterias e restaurantes, que só podem permanecer abertos até as 18h00 nas regiões "amarelas", de menor risco.

Também implica restrições às viagens entre regiões, já que as pessoas das áreas "laranja" não podem sair, apenas em caso de necessidade de trabalho e por emergências.

Veículos de imprensa estimaram que Lombardia e Lazio, que incluem respectivamente Milão e Roma, corriam o risco de passar da categoria "amarela" para a "laranja" devido ao aumento dos casos através das variantes de covid-19.

Um porta-voz do Ministério da Saúde adiantou que não serão impostas novas medidas por enquanto para essas duas regiões.

Até o momento, apenas cinco das 20 regiões da península, entre elas Toscana e Umbria no centro, estão como "laranjas", enquanto o restante da Itália está na cor "amarela".

bur-kv/mis/aa