Últimas Notícias
ECONOMIA
4ª alta consecutiva no emprego em Piracicaba
Piracicaba registrou saldo positivo de 1.053 novos postos de trabalho em outubro

Por Adriana Ferezim

Em outubro foram realizadas em Piracicaba 4.084 admissões e 3.031 demissões

Crédito: Marcello Casal/ABr

Em outubro foram realizadas em Piracicaba 4.084 admissões e 3.031 demissões

Em outubro, Piracicaba registrou o mais alto salto positivo no emprego, com 1.053 novos postos de trabalho gerados com carteira assinada. Esse foi o quarto mês consecutivo de resultados positivos entre admitidos e demitidos dos setores da indústria, comércio, serviços, construção civil e agropecuária, em 2020. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (27) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia e mostram ainda que, no ano, o saldo é negativo em 1.395 empregos formais.
Em outubro foram realizadas 4.084 admissões e 3.031 demissões, que resultaram nos 1.053 novos postos. Com exceção da agropecuária, que teve saldo negativo com o fechamento de 108 postos de trabalho, influenciado pela sazonalidade da safra sucroenergética, todos os demais segmentos abriram novas vagas: construção civil teve resultado de 211 novos trabalhadores admitidos, serviços (+245), comércio (+345) e indústria (+360).
As informações revelam que do saldo total do mês, 635 contratados são homens e 418 mulheres. A grande maioria tem o ensino médio completo (816), com o ensino superior completo foram admitidos 60 trabalhadores, com o ensino superior incompleto, 58, com o ensino médio incompleto (76, fundamental completo (80) e houve resultado negativo entre os que tem ensino fundamental incompleto (-29) e analfabetos (-8).
Os jovens foram os que mais conseguiram emprego em outubro, Entre os contratados, 518 tem entre 18 e 24 anos. Na faixa etária até 17 anos foram abertas 124 vagas formais, de 25 a 29 anos (105), de 30 a 39 anos (195), de 40 a 49 anos (135) e o resultado foi negativo para os mais velhos, com redução de 10 postos na faixa etária de 50 a 64 anos e com menos 14 vagas para idosos com 65 anos ou mais.
 
Panorama anual
De janeiro a outubro, Piracicaba registra 30.987 admissões e 32.382 demissões, com saldo negativo na geração de empregos de 1.395 postos. O ano teve saldo positivo em janeiro (169) e fevereiro (583). A redução nos postos de trabalho com carteira assinada ocorreram em março (-33), abril (-1.817), maio (-1.782) e em junho (-189). A partir de julho as oportunidades melhoraram, mas ainda insuficientes para recuperar os desligamentos registrados. Em julho o saldo foi positivo em 75 novos empregos, agosto (+99) e setembro (+447).