Últimas Notícias
CONHEÇA OS CANDIDATOS
Luciano Almeida fala de seus planos
Candidato à prefeitura é o terceiro entrevistado da série da Gazeta de Piracicaba

Por Da Redação

Candidato recebeu o título de Cidadão Piracicabano em 2008

Crédito: Divulgação

Candidato recebeu o título de Cidadão Piracicabano em 2008

O empresário Luciano Almeida, candidato do Democrata à Prefeitura de Piracicaba, quer colocar a sua experiência como gestor adquirida nos setores públicos à disposição da cidade. Ele é um dos doze candidatos que concorrem à vaga de prefeito de Piracicaba, uma das principais cidades do interior do Estado de São Paulo, no dia 15 de novembro, quando acontece o primeiro turno das eleições 2020. O que o motiva? Segundo ele, é o espírito público e a proposta de implementar um novo modelo de fazer política, mais eficiente e sensível às necessidades da população, conforme suas palavras. Luciano Almeida contou sua história e relatou suas propostas de governo à Gazeta. Confira.
O que motiva a minha candidatura à prefeitura municipal é o espírito público. Com uma vida marcada por experiências bem sucedidas nos setores público e privado, penso em retribuir à sociedade piracicabana por todo o carinho e apoio recebidos. Desejo contribuir com aquilo que tenho de melhor, a minha capacidade de gestão.
Sou formado em Administração de Empresas pela Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), pós-graduado em Administração e Gestão de Negócios Internacionais pela Universidade de Berkeley (EUA). Fui secretário de Indústria e Comércio em Piracicaba e secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia. Além disso, fui presidente da Investe São Paulo, presidente do Conselho do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e conselheiro do Sebrae e da Desenvolve SP.
Está é a experiência que pretendo colocar à disposição do município.
Foco na gestão
O nosso plano de governo foi elaborado com a participação da sociedade, com a contribuição de especialistas, com base nas iniciativas de planejamento da OSCIP Pira 21, alicerçado nos seguintes fundamentos:
Participação da sociedade: incentivar a presença dos munícipes na vida pública, fomentando a organização das associações de bairro e fortalecendo as já existentes, para que participem das tomadas de decisão do poder público.
Planejamento de longo prazo: estabelecer um plano de 25 anos para a cidade com metas e indicadores, referendado pela sociedade e incorporado à legislação municipal, como uma ferramenta de ordenamento das ações do Executivo, coordenado e fiscalizado pelo Poder Legislativo e por toda a sociedade.
Reestruturação organizacional e operacional da Prefeitura: prevê a descentralização administrativa, através da criação de zeladorias de bairros/subprefeituras e integração e/ou fusão das secretarias municipais e autarquias, possibilitando a redução de suas estruturas, iniciativa fundamental para garantir a sociedade uma prestação de serviços de qualidade.
Transparência e combate à corrupção no setor público: implantaremos ferramentas de gestão que deem total transparência a todos os processos de tal forma que o cidadão comum possa facilmente acompanhar a aplicação dos recursos públicos.
Inovação e criatividade por meio da mudança e renovação: O gasto público do município subiu consideravelmente nos últimos anos, porém a capacidade de investimento da prefeitura diminuiu. Precisaremos ser mais eficientes, colaborativos, inovadores e criativos para sair dessa situação e retomar as possibilidades de investimentos públicos e privados e o crescimento sustentável da nossa cidade.
O que os piracicabanos podem esperar da sua administração? Podem esperar por um governo sério, sem escândalos de corrupção, que saiba utilizar as ferramentas de gestão para dar maior transparência à sua conduta. Uma administração que vai diminuir as filas de espera nas UPAS, através da informatização do sistema de saúde e melhorar a mobilidade urbana, firmando contratos com empresas idôneas na área de transporte público. Podem esperar por um prefeito que vai se empenhar no combate as perdas d'água tratadas, desperdiçadas por causa de vazamentos e ligações clandestinas, que hoje chegam a 45%, e tanto prejudicam a população. Mas, acima de tudo, podem esperar por um novo modelo de fazer política, mais eficiente e sensível às necessidades da população.
Como governar em época de crise, sem dinheiro? A pandemia e a crise econômica trarão um enorme desafio para o Executivo. Viveremos os próximos anos com escassez de recursos! A prefeitura de Piracicaba precisa de um choque de gestão, com uma ampla reforma administrativa para que possamos aproveitar ao máximo a receita disponível. Precisamos de um modelo que permita olhar a cidade de forma sistêmica e integrada, uma gestão com muito foco e planejamento estratégico.
Precisamos também recuperar a economia da nossa cidade. Temos que voltar a ter profissionalismo em nossas ações! Enquanto fui Secretário da Indústria e Comércio em Piracicaba, o nosso município contou com a chegada de grandes nomes como CJ Corp, Biomin e Hyundai. Infelizmente, depois que sai, não houve mais um único anúncio de relevância neste sentido. Precisamos ser mais eficientes para sair dessa situação e retomar as possibilidades de investimentos públicos e privados. Temos que recuperar rapidamente a capacidade de atrair empresas de fora e ajudar as empresas que aqui estão a diminuir suas ociosidades. Se recuperarmos os empregos que foram perdidos, já será o suficiente para a retomada da economia em nossa cidade.
Minha história
Meu nome é Luciano Santos Tavares de Almeida. Nasci em São Paulo em 1965. Piracicaba entrou na minha vida aos 4 anos de idade, quando cheguei ao município acompanhado por meus pais Manuel e Gilberta Almeida. Meu pai, o Comendador Almeida foi um empreendedor nato, que construiu um conglomerado formado por produtoras de aguardentes e indústria de máquinas para o setor sucroalcooleiro. Comecei a trabalhar muito cedo, aos 10 anos, por exigência de meu pai, separando garrafas quebradas na indústria de bebidas Tatuzinho, na Avenida Rui Barbosa na Vila Rezende. Tempos depois, fui efetivado como office-boy, com carteira assinada, recebendo o primeiro salário de CR$ 1.106, 47 equivalente a R$ 400,00 hoje .
Estudei nos Colégios Assunção, Dom Bosco e CLQ (Colégio Luiz de Queiroz). Foi nesta última instituição de ensino que conheci a Andréa, que se tornou a minha esposa há quase 30 anos. Da nossa união, nasceram os filhos Beatriz e Luciano, parceiros e o meu grande alicerce nesta jornada rumo à prefeitura de Piracicaba.
Me formei em Administração de Empresas na Unimep e posteriormente cursei Gestão de Negócios Internacionais na Universidade da Califórnia em Berkeley – USA e Parcelamento e Uso de Solo no Secovi. Sou empresário, e trabalho no apoio a empresas que buscam investir no Brasil e aos municípios que querem receber investidores. Sempre com o objetivo do Desenvolvimento Econômico Sustentável e a geração de Emprego e Renda para as pessoas.
No ano de 2008, tive a honra de ser agraciado com o título de Cidadão Piracicabano, concedido pela Câmara de Vereadores de Piracicaba. Foi uma emoção muito grande, um orgulho. Em 2013, mais uma dose de emoção. Desta vez, fui condecorado com a Medalha do Mérito Legislativo, reconhecimento pela minha contribuição a essa cidade que amo tanto e ao Estado de São Paulo.
Sou um amante do esporte de maneira geral e já pratiquei quase todas as modalidades como futebol, vôlei, basquete, tênis, handebol, capoeira, judô, tênis de mesa, sinuca e truco (sim truco. Grande esporte..rs). Atualmente me dedico à natação, ciclismo, golfe e musculação.
No meu tempo livre, ou mesmo quando estou viajando, gosto muito de ouvir música, dando preferência ao samba e rock dos anos 70 e 80. Um dos meus maiores prazeres é viajar com a família. Tive o privilégio de conhecer mais de 40 países ao redor do mundo, mas sempre volto a Piracicaba porque aqui e o meu porto seguro. Aqui é o lugar que gosto de ficar e onde pretendo encerrar meu ciclo de vida.
Sobre Piracicaba
Positivo - Piracicaba é indiscutivelmente um centro regional relevante. Vários municípios do entorno dependem das nossas estruturas de comércio, serviços, lazer e turismo para sobreviver. Pensar de forma regional e fortalecer esta vocação será o caminho para projetos futuros que possibilitem a vinda das pessoas para conhecer Piracicaba, gastar e, principalmente investir em nossa cidade.
Negativo - Piracicaba ocupa apenas a 44ª posição no ranking da Connected Smart Cities da Urban System, uma plataforma independente de pesquisa que qualifica as cidades mais inteligentes e conectadas do país. Pelo ranking estamos no 75º lugar em TI, 68 º lugar em Meio Ambiente e não aparecemos entre as 100 melhores cidades do país, nos quesitos Mobilidade Urbana, Governança, Saúde, Economia e Segurança. Isso tem que mudar.
Futuro - Ninguém consegue eliminar os problemas mais graves de Piracicaba num único mandato de 4 anos. Esta é a verdade! Por isso vamos estabelecer um plano de 25 anos com metas e indicadores, referendado pela sociedade e incorporado à legislação municipal. Este plano deve projetar uma visão em longo prazo, no qual a população possa vislumbrar Piracicaba se transformando numa das melhores cidades do Brasil, com melhor qualidade de vida. Os vereadores deverão garantir, por meio das leis e da fiscalização, a execução deste plano. Ademais, como irá tratar de aspectos considerados prioritários pela sociedade, espera-se que haja garantia de continuidade por parte do Poder Executivo nas futuras administrações, independente de ideologias ou partidos políticos.