Últimas Notícias
PLANO SÃO PAULO
Grupo questiona
Piracicaba continua na Fase Vermelha; ofícios serão enviados ao governo

Por Da Redação

Nova configuração do Plano São Paulo

Crédito: Divulgação

Nova configuração do Plano São Paulo

O prefeito Barjas Negri (PSDB) reuniu-se, na última sexta-feira (31), com o Grupo de Trabalho do Novo Coronavírus para analisar as novas informações do Plano São Paulo de combate à Covid-19, que manteve a cidade na Fase Vermelha. O prefeito e os secretários municipais acharam incorreta a posição do Estado de não reclassificar a cidade para a Fase Laranja, “considerando a boa evolução do seu status de índices”. O grupo comparou o status de índices da Região com a de São José de Rio Preto (SP), que está praticamente igual. Porém, Rio Preto foi para a Fase Laranja, enquanto Piracicaba não avançou, mesmo com a evolução dos índices.
O grupo decidiu encaminhar ofícios aos secretários estaduais Marcos Vinholi (Desenvolvimento Regional) e Patrícia Ellen da Silva (Desenvolvimento Econômico) e ao governador João Doria (PSDB), questionando essa não evolução. O secretário de Saúde, Pedro Mello, lembrou que, com o apoio do Estado, a Região ganhou novos respiradores, o que permitiu aumentar a sua retaguarda de atendimento com a criação de novas UTIs.
No caso de Piracicaba, por exemplo, o número de UTIs dobrou. No status de Indicadores, entre os critérios do Plano São Paulo, a Região tem duas classificações Laranja e mais duas Amarela, além de uma Verde. Rio Preto tem três Laranja, uma Amarela e uma Verde.
O grupo entendeu que, no dia 13 de julho, a Região poderia, conforme o Estado, entrar na Fase Laranja, mas o secretário Pedro Mello achou prudente que Piracicaba deveria permanecer na Vermelha, considerando que o número de casos aumentava e a ocupação de leitos de UTI tinha ultrapassado os 80%.
Nos últimos dias, houve um esforço enorme da Prefeitura em ampliar a sua retaguarda hospital com a criação de leitos de UTI. Portanto, há três semanas, Piracicaba está na Fase Vermelha. Atualmente, a taxa de ocupação na cidade está abaixo dos 80%.