Últimas Notícias
INTERNACIONAL
EUA pode chegar a 100.000 novos casos diários de COVID-19, diz Fauci

Por AFP

Crédito:

Anthony Fauci, um dos principais membros do grupo de trabalho sobre coronavírus da Casa Branca, alertou o Congresso nesta terça-feira de que os Estados Unidos podem alcançar 100.000 casos por dia se nenhuma ação for tomada.

Diante do do Senado, o especialista em doenças infecciosas e conselheiro do presidente, Donald Trump, instou os americanos a usarem máscaras e evitarem multidões após o surgimento de novos surtos.

"Estou muito preocupado e não estou satisfeito com o que está acontecendo, porque estamos indo na direção errada", disse Fauci.

Aumentos alarmantes nos casos no Texas e na Flórida estão levando o total diário nacional de novas infecções para mais de 40.000. Fauci pediu um controle rápido para evitar ondas perigosas em outras partes do país.

"Claramente, não estamos no controle total no momento", disse. "Eu não ficaria surpreso se chegarmos a 100.000 casos por dia se isso não mudar", acrescentou.

Seu terrível alerta reforçou as dúvidas sobre a capacidade dos Estados Unidos de controlar uma pandemia que já causa 126.000 mortes e 2,6 milhões de infecções.

Os Estados Unidos, o país mais afetado pelo mundo pela COVID-19, ficaram de fora da lista dos 15 países para os quais a União Europeia abrirá suas fronteiras em 1º de julho.

Fauci disse que acredita que alguns estados estão "negligenciando" os controles que garantem uma reabertura segura de empresas e espaços públicos.

Ele foi firme com os jovens, que, na sua opinião, tiveram comportamentos "perigosos", como encontrar-se em grandes grupos em bares, sem máscara e sem respeitar a distância física.

"Precisamos enfatizar a responsabilidade que temos, tanto individualmente quanto socialmente, por acabar com a epidemia", disse Fauci.

O senador republicano Lamar Alexander, se referiu ao uso político de Trump sobre a adesão às máscaras.

"Então, eu sugeri que o presidente usasse uma máscara", afirmou. "Isso ajudaria a acabar com esse debate político".

Trump, que se recusa a usar uma máscara em eventos públicos e zomba de seus rivais por usá-las, disse que quer deixar a crise dos coronavírus e se concentrar em sua campanha de reeleição em novembro.

A oposição democrata, incluindo o provável candidato de Trump, Joe Biden, acusa o presidente de falta de liderança na mitigação da pandemia.

A audiência desta terça-feira debateu em parte se dezenas de milhões de crianças poderiam retornar à escola nos próximos meses.

A Academia Americana de Pediatria é a favor que o próximo ano letivo comece com os alunos presentes nas escolas, argumentando que as crianças têm menos probabilidade do que os adultos de ficarem gravemente doentes com o coronavírus.