Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Países da América do Sul vão unir esforços para revitalizar economias

Por AFP

Crédito:

Os países do Fórum para o Progresso da América do Sul (Prosur) concordaram nesta terça-feira (19) em unir esforços para revitalizar a economia da região, atingida pelo coronavírus, e promover emprego e investimento, segundo comunicado do bloco divulgado no Chile.

Os líderes dos países membros do Prosur realizaram uma videoconferência com o presidente chileno Sebastián Piñera - que lidera a presidência pro tempore desde março de 2019 - à frente, na qual expressaram sua preocupação com a crise econômica que a região enfrenta devido à pandemia, que matou até o momento mais de 30.000 pessoas na América Latina.

Diante desse cenário sombrio, os chefes de Estado indicaram que criarão um grupo de trabalho que será composto pelos ministérios das Economias dos países que compõem o bloco.

A pandemia da COVID-19 deve causar uma contração de 5,2% do PIB este ano na economia sul-americana, pois suas exportações serão severamente afetadas pela queda da atividade na China, segundo o último relatório da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL).

Os países membros do Prosur também resolveram seguir na repatriação de concidadãos isolados no exterior e na reabertura de fronteiras, com as devidas precauções de saúde e quando considerado apropriado.

O Prosur é formado por países que estão sendo mais afetados pela pandemia: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru, além da Bolívia, Paraguai e Uruguai.

O bloco foi criado em março do ano passado no Chile para substituir a Unasul e não conta com a Venezuela, por decisão dos governos conservadores de seus membros, que questionam a legitimidade do presidente Nicolás Maduro.

msa/pb/llu/lca