XV DE PIRACICABA
Mais iluminação no 'Barão'
Presidente do Alvinegro espera solucionar o problema ainda este ano

Por José Ricardo Ferreira

Investimentos. São duas torres de iluminação de cada lado no Estádio Municipal 'Barão da Serra Negra'

Crédito: Arquivo/Gazeta de Piracicaba

Investimentos. São duas torres de iluminação de cada lado no Estádio Municipal 'Barão da Serra Negra'

Quinta-feira, 26 de março de 2020
A fraca iluminação no Estádio Municipal 'Barão da Serra Negra' é foco, há anos, de queixas de emissoras de tevês, torcidas, jogadores e demais profissionais de imprensa que cobrem as partidas, no local, à noite. O presidente do XV de Piracicaba, Arnaldo Bortoletto, comentou, ainda antes da interrupção dos Campeonatos de Futebol devido à pandemia do novo Coronavírus, que estava mantendo conversações com o secretário municipal de Esportes, Pedro Mello, em busca de soluções para o problema. Arnaldo espera que técnicos, quando a bola voltar a rolar, visitem o Estádio para avaliar a situação.
A expectativa é que a médio prazo não apenas as 80 lâmpadas dos quatro refletores sejam trocadas, mas toda parte elétrica do 'Barão'. O Estádio completará, em setembro, 55 anos. O presidente do clube lembrou que investir no Estádio vai premiar a população. O ideal seria uma “junção de forças” para a manutenção na parte elétrica do Estádio.
“Não é para o XV. Quem vai assistir aos jogos é a cidade, aquele que contribui, paga impostos. Já estamos falando com o Pedro Mello e com o Riva Salvador, que é o gestor do Estádio, para dar uma atenção especial. Sabemos que o investimento é alto”, disse Arnaldo.
O presidente do XV estimou que uma manutenção geral ficaria em cerca de R$ 1,5 milhão, mas salientou que não tem ideia precisa sobre o Pacote de Investimentos na parte elétrica do Estádio. A Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras) informou que está em processo de licitação a compra de novas lâmpadas com o objetivo de dar mais qualidade na iluminação no Estádio.
Reformas em 2011
Em 2011, o 'Barão' recebeu 2.470 cadeiras de plástico e as arquibancadas descobertas também foram pintadas. Foram instalados guarda-corpos (também conhecidos como parapeito) no último degrau da arquibancada, próximo às cabines de imprensa, para proteção dos cinegrafistas enquanto filmam as partidas, substituição de portas de madeira por portas de aço, assim como troca dos Portões 1, 2, 3 e 7, vasos sanitários e torneiras anti-vandalismo.
As obras também corrigiram os degraus de algumas escadas, entre outras exigências dos bombeiros. Houve, ainda, a reforma das cabines de rádio/TV e instalação de câmeras de monitoramento, entre outras melhorias. Um ano antes, em 2010, o Ministério Público apontou uma série de problemas nos Estádios Paulistas.
A lista era grande: falta de laudos de prevenção e combate de incêndios, má conservação de arquibancadas, canos e fiações elétricas aparentes, entulho e restos de obra espalhados pelo Estádio, etc. O 'Barão' não aparecia na lista dos problemas apontados pelo Ministério Público.
Assim como todos os clubes de São Paulo, o XV está em recesso devido ao Coronavírus. A Série A-2 parou com o Alvinegro, na quinta posição, com 19 pontos ganhos, na zona de classificação. Restam três jogos para terminar a primeira fase do Paulistão. Arnaldo ainda disse que as lições da Copa do Brasil serviram para o XV manter aceso o sonho de voltar em 2021 a um torneio nacional.
“Os jogos mostraram que o XV tinha time e condições de ter passado para mais uma fase e quem sabe mais uma. Isso mostra que se a gente for bem agora no ano que vem estaremos de volta à Copa do Brasil e vamos crescer muito. Não só na A-2 e indo para a A-1 e disputar a Copinha e a Copa do Brasil novamente”, declarou.