Últimas Notícias
CÂMARA DE VEREADORES
R$ 4 milhões para o combate do Coronavírus
Corte no Orçamento da Casa será destinado à Secretaria de Saúde

Por Da Redação

Consenso na Câmara. Vereadores dão aval para a Mesa Diretora da Câmara apresentar proposta a prefeito e secretários

Crédito: Fabrice Desmonts

Consenso na Câmara. Vereadores dão aval para a Mesa Diretora da Câmara apresentar proposta a prefeito e secretários

Quinta-feira, 26 de março de 2020
O presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba, Gilmar Rotta, anunciou, nesta quarta-feira (25), o corte de R$ 4.050.000 do Orçamento de 2020 do Legislativo, que poderão ser transferidos diretamente para a Secretaria Municipal de Saúde, em apoio ao combate ao novo Coronavírus. A redução será em obras estruturais previstas para este ano, consumo de combustível e materiais de consumo e foi informada ao prefeito Barjas Negri (PSDB). Nesta quarta-feira, após contato e consenso com todos os vereadores em exercício, a Mesa Diretora discutiu com os secretários municipais de Saúde, Pedro Mello, e de Finanças, José Admir Leite, as rubricas para as quais o Orçamento poderá ser destinado.
O corte de verbas será nos duodécimos, parcelas mensais que correspondem a 1/12 avos do valor da receita prevista no Orçamento Geral da Câmara. "Nos últimos dias, nós nos debruçamos em cada item do nosso Orçamento e entendemos que o planejamento, feito já no ano passado para este ano, nos dá condições de contribuir no combate à pandemia", disse Gilmar Rotta.
O presidente explicou, ainda, que, diferentemente de outras situações de corte de Orçamento, em que os recursos eram remanejados para o caixa geral da Prefeitura, agora o pedido é para que as rubricas sejam para apoio aos Serviços de Saúde e gastos de Alta e Média Complexidades e Atenção Básica, em apoio aos hospitais.
"Assim, os recursos poderão ser destinados a pagamento de servidores e aquisição de equipamentos para o combate ao novo Coronavírus", disse o vice-presidente da Câmara, Pedro Kawai (PSDB), que acompanhou a apresentação da proposta ao prefeito, na tarde desta quarta-feira. Com a cessão, caberá à Prefeitura a elaboração do projeto que vai remanejar as verbas conforme sugestões da Câmara.
Os esforços são para que a votação do projeto aconteça o mais rápido possível e, para isso, serão convocadas reuniões extraordinárias. Pedro Mello disse que o esforço da Câmara é "fundamental" para que se tenha mais estrutura para o combate à pandemia e "demostra a responsabilidade de todos os vereadores com a saúde da população".