EQUIPE DO BAEP
Irmãos no tráfico: Operação no bairro Jardim Oriente
Tudo estava escondido no guarda-roupas do quarto dos acusados

Por Henrique Inglez de Souza

A casa caiu. Entorpecentes e materiais estavam escondidos no guarda-roupas

Crédito: Baep/Divulgação

A casa caiu. Entorpecentes e materiais estavam escondidos no guarda-roupas

Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020
Dois jovens acabaram detidos na noite da última quarta-feira (12), no bairro Jardim Oriente. As informações oficiais foram divulgadas nesta quinta-feira (13). Após denúncia de um transeunte, a equipe de patrulhamento do 10º Batalhão de Ações Especiais de Polícia Militar (Baep) deteve dois irmãos, em flagrante, por tráfico de drogas. O mais velho, de 21 anos de idade, havia sido visto negociando a compra de certa quantidade de drogas dias antes. O outro jovem, de 16 anos de idade, fez uma postagem nas redes sociais, dizendo ter recebido o entorpecente, no mesmo dia da ação policial.
 De posse dessas informações, a viatura dirigiu-se até a casa deles, onde encontrou somente sua mãe. A senhora autorizou e acompanhou a vistoria no imóvel. As buscas resultaram na apreensão de meio tijolo de maconha, porções já fracionadas para venda e materiais para endolo.
Tudo estava escondido no guarda-roupas do quarto dos filhos. No momento em que o Baep localizou os irmãos, o menor de idade assumiu a propriedade dos ilícitos. Ambos foram conduzidos até o Plantão Policial, onde se formalizou sua prisão, em flagrante delito.
“A ocorrência do bairro Jardim Oriente foi fruto do patrulhamento tático, que é uma vertente das Ações Supletivas de Polícia. Quando o Baep não está em ações especiais, age de maneira suplementar aos batalhões da Região – apoios, averiguações, abordagens e eventualmente atendimento de denúncias”, informou o Departamento de Comunicação Social do 10º Baep.
Ação da Dise prende dois no bairro Mário Dedini
Ação da Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes (Dise) de Piracicaba resultou em duas prisões na manhã desta quinta-feira, no bairro Mário Dedini. Foram dois homens: um de 50 anos de idade, e outro, travesti, de 25 anos de idade. O primeiro é apontado como o suposto responsável por um ponto de tráfico de entorpecentes no mesmo bairro e o segundo, por supostamente guardar o material.
Munidos de mandados de busca domiciliar, os policiais vasculharam os imóveis dos investigados e do pai de um deles, onde haveria uma arma de fogo, ilegal, escondida. A Operação teve êxito. Na primeira casa, o travesti guardava entorpecentes e material para embalo. Acabou recebendo voz de prisão em flagrante delito.
Na residência do homem de 50 anos de idade, a Polícia apreendeu a quantia de R$ 1,2 mil, em espécie. "Ele falou que não tinha drogas na casa, só dinheiro", contou Marcelo Oliveira, agente policial. "Assim que tomou ciência de que também iríamos à casa de seu pai, com busca autorizada, disse que lá havia uma arma de fogo com munição".
De fato, onde vive o seu pai, a equipe encontrou munições e uma pistola, calibre 380, devidamente numerada. Pesquisa nos Sistemas da Polícia Civil revelou que a arma havia sido furtada em uma chácara em Piracicaba, há 15 anos.
 "A Dise já vinha monitorando essa ação", completou Oliveira. "Durante o cumprimento das buscas, não houve resistência por parte de nenhum dos dois presos. Ambos estavam dormindo quando chegamos a cada um dos respectivos imóveis".
Saldo
No balanço final, a Operação apreendeu o seguinte: uma porção de cocaína pura, a granel, uma porção de pó branco para mistura, 124 porções de cocaína, R$ 1,2 mil, em espécie, uma pistola Taurus calibre 380 com dois carregadores, 70 munições calibre 380, balança e material para embalo e aparelhos celulares dos presos.
Um dos detidos responderá por tráfico de entorpecentes, associação ao tráfico, posse ilegal de arma e receptação. De sua fixa criminal, até então, constava uma passagem por tráfico. Já o travesti, que se declarou garota de programa, não possuía passagem e agora responderá por tráfico e associação.