CRIME FOI EM DEZEMBRO
Gêmeos acusados de homicídio foram presos
O caso chocou os moradores do bairro Alvorada

Por Da Redação

Movimento. Rua Carlos Eduardo de Campos, no bairro Alvorada, onde ocorreu o crime, na manhã do dia 11 de dezembro

Crédito: Divulgação

Movimento. Rua Carlos Eduardo de Campos, no bairro Alvorada, onde ocorreu o crime, na manhã do dia 11 de dezembro

Quarta-feira, 15 de janeiro de 2020
Foram presos nesta terça-feira (14), na cidade de Nova Independência (SP), nas proximidades do Estado de Mato Grosso, os irmãos gêmeos Rafael e Renan Travaioli Pinheiro, acusados de matar, a pedradas, Carlos Eduardo de Campos, 36 anos de idade, no dia 11 de dezembro de 2019, no bairro Alvorada, em Piracicaba. Os dois irmãos, de acordo com a Polícia, estavam escondidos na casa da avó. A prisão foi feita por policiais daquela cidade e, na tarde desta terça-feira, eles foram trazidos, para Piracicaba, pela Delegacia de Investigações Gerais de Piracicaba (DIG).
O caso chocou os moradores do bairro. Campos apresentava ferimentos na testa, próximo a um dos olhos, além de outras lesões. Ele também teria sido atingido por socos e pontapés pelos dois irmãos, de 19 anos de idade. A vítima ficou caída próximo a uma escola municipal, onde morreu.
A Gazeta acompanhou o caso, naquela quarta-feira de manhã, e relatou que a autoria do homicídio foi esclarecida pela equipe de investigadores da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), comandada pelo delegado Demétrius Gondin Coelho. A princípio, a ocorrência foi registrada como homicídio com autoria desconhecida, na Unidade de Polícia Judiciária (UPJ), ainda no período da manhã.
Para identificar os autores, os policiais civis fizeram algumas diligências. Com o depoimento de testemunhas, sobre a briga dos gêmeos com a vítima, os guardas civis observaram que os suspeitos já tinham passagem por tráfico de drogas quando ainda eram menores de idade e, por esse motivo, a Dise foi acionada para dar apoio na ocorrência.
Na casa dos suspeitos, os policiais civis encontraram uma camiseta bastante suja de sangue, que poderia ser da vítima. Com o trabalho de apuração minucioso, os policiais identificaram a autoria do homicídio. Desde então, os irmãos Rafael e Renan estavam sendo procurados.