XV DE PIRACICABA
Macena teve propostas
Artilheiro da Copinha recebeu convites de outros clubes, mas decidiu ficar

Por José Ricardo Ferreira

Pré-temporada. Com a Base de 2019 mantida, XV retornará, nesta quarta-feira (4), aos trabalhos no Estádio 'Barão da Serra Negra'

Crédito: Adriano Rizzo

Pré-temporada. Com a Base de 2019 mantida, XV retornará, nesta quarta-feira (4), aos trabalhos no Estádio 'Barão da Serra Negra'

Terça-feira, 3 de dezembro de 2019
O atacante Raphael Macena, 30 anos de idade, tem seu contrato com o XV de Piracicaba até o final de maio. É a grande esperança de gols para o Alvinegro, que terá pela frente três competições em 2020: Paulistão da Série A-2, Copa do Brasil e Copa Paulista. Ele foi o artilheiro da Copa Paulista, com 12 gols. Macena e o elenco começarão, na tarde desta quarta-feira (4), a pré-temporada da A-2. O atleta disse, nesta segunda-feira (2), que ficará no Alvinegro, mesmo depois de aparecerem alguns convites de outros clubes.
“Permaneço sim, tenho contrato até final de maio. Apareceram algumas propostas, mas me sinto muito bem aqui e me sinto em casa”, disse. Macena chegou nas quartas de final da Série A-2 deste ano e fez dois decisivos gols. Porém, na disputa das semifinais com a Inter de Limeira, o XV não subiu. Mas seu bom futebol o manteve no clube.
“Tive um começo muito bom. Cheguei na reta final da A-2, conseguindo ajudar o time de uma certa forma e, na Copa Paulista, conseguimos chegar (à disputa do) título e fui o artilheiro do campeonato. Junto com meus companheiros levamos o XV para a Copa do Brasil de 2020, que é um campeonato nacional muito bom para se jogar e para o clube também”, afirmou. O XV perdeu a final para o São Caetano.
Em relação à permanência da maioria dos jogadores da A-2 e da Copinha, Macena disse que manter a Base será importante para o XV em 2020. “A permanência de uma Base do grupo é muito importante porque ajuda mais ainda no entrosamento e isso vai contar muito até para o começo do campeonato. Não digo vantagem, mas digo que conhecer os colegas com certeza ajuda a fazer algumas jogadas que podem fazer a diferença na hora do jogo”, declarou.
Fora da estreia
Por enquanto, Macena está fora da estreia do XV no Paulistão da Série A-2 diante da Portuguesa-SP, na Capital Paulista, no dia 22 de janeiro. Ele o atacante Kadu Barone foram julgados pelo TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) da FPF (Federação Paulista de Futebol) e punidos com quatro e dois jogos de suspensão, respectivamente.
A audiência de Barone, por conta da expulsão na segunda partida das semifinais da Copa Paulista, diante do Mirassol, ocorreu no último dia 19, enquanto a de Macena, expulso no embate final contra o São Caetano, foi realizada no dia 25.
Como já cumpriu a automática no duelo seguinte, Kadu Barone ficaria fora das três primeiras rodadas do Paulistão da Série A-2. Já o artilheiro quinzista seria desfalque para os dois compromissos iniciais do XV no estadual. O Departamento Jurídico do clube, no entanto, pedirá a reversão das penas em entregas de cestas básicas.
Reforço
O XV acertou, na semana passada, como seu primeiro reforço para a próxima temporada, o centroavante Caio Mancha, 27 anos de idade. O atleta atuou no Taubaté durante o Paulistão da Série A-2 deste ano, e marcou seis gols em 13 partidas. Com sua contratação, o XV conta com cinco atacantes: Macena, Kadu, Erick Salles, Bruninho e Mancha.