PROBLEMA PERSISTE
Carrapatos: bióloga de Avaré (SP) ajudará morador
Centro de Controle de Zoonoses disse que não recebeu queixa

Por Da Redação

Infestação. Os carrapatos estão nas paredes da casa de Rosivaldo Sampaio

Crédito: Adriano Rizzo

Infestação. Os carrapatos estão nas paredes da casa de Rosivaldo Sampaio

Segunda-feira, 2 de dezembro de 2019
Rosivaldo Benedito do Pinhal Sampaio, que reside à rua Monte Everest, 70, localizada no bairro Vila Cristina, continua enfrentando o problema de infestação de carrapatos em sua casa. Ele tenta combater os aracnídeos com creolina e gasolina, sem sucesso. "Nos dias de chuva, eles somem, mas aparecem logo que para de chover", afirmou. A Gazeta consultou a Secretaria da Saúde que, por meio do Centro de Zoonoses, informou que não há registro de reclamação no 156 e que o morador teria que ligar esse número para que possa ser atendido. 
Rosivaldo afirmou que já entrou em contato com a Prefeitura e, desempregado, diz não ter condições de contratar um Serviço de Dedetização. O drama vivido por Sampaio, no entanto, comoveu uma bióloga, de Avaré (SP), que está disposta a ajudá-lo. Alessandra Freitas ficou sabendo do caso pela Gazeta de Piracicaba, publicado na edição do dia 20 de novembro.
Ela disse que é preciso fazer uma análise da área para verificar de onde os carrapatos estão vindo, que os carrapatos estão nas paredes da casa de Rosivaldo, no bairro Vila Cristina, pode ser local distante da casa. "É preciso observar o grau de evolução do carrapato para saber qual método deve ser aplicado para acabar com a infestação". observou.
Ela comentou que a fêmea do aracnídeo põe de três mil a sete mil ovos, que são liberados no solo. "Eles vivem debaixo de sol e chuva por um ano", observou. Alessandra explicou que o ciclo de vida dos carrapatos conta com quatro fases: ovo, larva, ninfa e adulto.