PLANTÃO DE POLÍCIA
Arsenal no armário: Força Tática localizou homem
Além das armas, os militares encontraram R$ 5 mil em dinheiro

Por Marcelo Rocha

Caso em Saltinho (SP). Quatro espingardas, um revólver, cartuchos e outras munições, dinheiro e acessórios foram apreendidos

Crédito: Divulgação

Caso em Saltinho (SP). Quatro espingardas, um revólver, cartuchos e outras munições, dinheiro e acessórios foram apreendidos

Sexta-feira, 8 de novembro de 2019
A Força Tática da Polícia Militar prendeu, na noite da última quarta-feira (6), no bairro Jardim Palmares, na cidade de Saltinho (SP), um homem que armazenava em sua casa cinco armas de fogo (duas delas com a numeração raspada) e uma grande quantidade de munição. As informações oficiais foram divulgadas nesta quinta-feira (8). O caso de posse ilegal de arma de fogo surgiu a partir de uma denúncia anônima. De acordo com a dados fornecidos à Polícia, um homem residente à rua Alexandre Francetto, naquele bairro, possuía "várias armas de fogo".
Com essa informação, os PMs da Força Tática se dirigiram ao endereço mencionado, por volta das 21h15 de quarta-feira. No local indicado, o filho do suspeito de possuir o arsenal atendeu aos policiais. Os militares solicitaram que ele chamasse seu pai.
O suspeito apareceu em seguida e, então, os policiais lhe disseram que tinham a informação de que ele seria proprietário de grande quantidade de armas e munições. Na sequência, o homem admitiu que armazenava tais armas, sendo que duas delas tinham a numeração de série raspada.
Já no interior da casa, o homem apontou aos PMs o local onde guardava o armamento, no seu quarto. Numa gaveta de penteadeira, os policiais localizaram um revólver calibre 38, R$ 5 mil em dinheiro, várias munições de diversos calibres e acessórios. E, dentro de um guarda-roupas, ainda havia quatro espingardas, sendo que duas estavam com a numeração suprimida.
O dono das armas e munições recebeu voz de prisão e foi conduzido até o Plantão da Polícia Civil, onde a delegada plantonista ratificou a voz de prisão em flagrante delito por posse ilegal de arma de fogo. O caso foi registrado no Boletim de Ocorrência 16.394, da Polícia Militar, e no Boletim de Ocorrência 4.952, da Polícia Civil.