UTI NEONATAL
3º Encontro de Prematuros e Familiares, na cidade
Expectativa deste ano é de receber 250 pessoas; serão dois dias de evento

Por Da Redação

Equipe Multiprofissional da UTI Neonaltal e a Mesa Diretora e Administrativa da Santa Casa

Crédito: Divulgação

Equipe Multiprofissional da UTI Neonaltal e a Mesa Diretora e Administrativa da Santa Casa

Sexta-feira, 8 de novembro de 2019
A equipe do 'Grupo de Escuta Filhos Valentes', formada por multiprofissionais que atuam na UTI Neonatal da Santa Casa de Piracicaba, realizará a 3ª edição do Encontro de Prematuros e Familiares, nesta sexta-feira (8) e neste sábado (9), durante o mês da Prematuridade. O Encontro, que cresce a cada ano, deverá receber cerca de 250 pessoas nos dois dias de evento, marcando uma nova etapa na vida das famílias que precisaram dos serviços e retaguarda da UTI Neonatal para garantir a vida de recém-nascidos prematuros e patológicos.
"É um momento dedicado ao conhecimento e à celebração da vida", disse a enfermeira Maiby Parazzi, coordenadora da UTI Neo. Segundo ela, nesta sexta-feira, as atividades ocorrerão das 9 horas às 12h30, com palestras proferidas por profissionais empenhados em levar conhecimentos atuais sobre o prematuro a familiares participantes e à equipe assistencial da Unidade.
"No sábado, estaremos em festa a partir das 9h30, na Área de Lazer da Santa Casa, onde receberemos familiares e crianças que passaram pela UTI Neo", disse. Para participar, é necessário fazer a inscrição por e-mail: enfermagem@santacasadepiracicaba.com.br ou pelo telefone: (19) 3417-5008.
A psicóloga hospitalar Paula Maia revelou que a proposta é promover o reencontro de familiares e crianças que passaram pela UTI Neonatal com os profissionais que cuidaram delas. "A ação reforça a importância da Assistência Humanizada e evidencia o trabalho realizado dentro do hospital, mesmo durante os momentos de medo e incertezas provocados pela Prematuridade", disse a psicóloga.
O médico neonatologista Antonio Ananias Filho, coordenador da UTI Neo, ressaltou o perfil do Encontro, marcado por vitórias da família, da equipe e, sobretudo, da criança assistida, e revelou a alta tecnologia empregada nos processos.
"Trabalhamos com tecnologia de ponta e equipe especializada em assistência de Terapia Intensiva Neonatal capacitada para atuar com foco na humanização por meio de Programas direcionados especificamente ao recém-nascido", disse.
Como exemplos, Ananias cita os Programas 'Mãe Canguru', que mantém o recém-nascido prematuro "grudadinho" à mãe até que seus órgãos amadureçam; o Programa 'Filhos Valentes', com reuniões semanais para acolhimento e esclarecimento de dúvidas da família; o 'Caminho dos Valentes', para reunir toda a equipe e comemorar com música a alta do bebê da UTI Neonatal; e o Projeto 'Polvo', que oferece ao bebê dois polvos confeccionados em crochê e material antialérgico com o intuito de acalmá-lo.