EM SANTA TERESINHA
Longatto vê indícios de crime em incêndio em Parque
Vereador estima que mais de quatro mil árvores foram atingidas

Por Ricardo Vasques/Câmara

Longatto ocupou a Tribuna durante a reunião ordinária realizada nesta semana

Crédito: Fabrice Desmonts

Longatto ocupou a Tribuna durante a reunião ordinária realizada nesta semana

Quinta-feira, 10 de agosto de 2019
O vereador José Aparecido Longatto (PSDB) condenou o incêndio que atingiu parte do Parque Natural da Cidade, localizado na Região de Santa Teresinha, no fim de semana. Para o parlamentar, há indícios de que o fogo tenha sido ateado criminosamente por uma pessoa. O parlamentar estima que mais de quatro mil árvores foram atingidas pelas chamas, contidas pela equipe do Corpo de Bombeiros, com a ajuda do Pelotão Ambiental, da Guarda Civil. O Parque, entregue à população em 2008, está situado próximo da confluência entre os Rios Piracicaba e Corumbataí.
"Quero fazer um protesto contra um cidadão que ateou fogo ali e queimou uma enormidade de mudas de árvores, que, inclusive, eu ajudei a plantar. Não deu tempo de a Guarda pegar o cidadão, que parou o carro, ateou o fogo e evadiu-se. É lamentável que no país ainda haja essa mentalidade", criticou Longatto.
"Foram queimadas mais de quatro mil mudas, que já estavam com dois, três metros de altura e levaram mais de 10 anos para chegar a esse porte. E, de repente, em fração de segundos, tira-se a vida dessas árvores de madeira-de-lei", lamentou o parlamentar, que defendeu a apuração do caso. "Tem que pegar um cidadão desse, prendê-lo e fazê-lo trabalhar pelo menos 15 anos para pagar o estrago que fez ali".