SER A 47 EDIO
Bonf ir presidir o Salo de Humor de Piracicaba
'Pretendo fazer uma grande baguna no prximo ano aqui', disse

Por Da Redao

Paulo Bonf

Crdito: Divulgao

Paulo Bonf

Terça-feira, 13 de agosto de 2019
O Salão Internacional de Humor de Piracicaba anunciou que o humorista e apresentador Paulo Bonfá será o presidente da 47ª edição do evento, que acontecerá em 2020. Bonfá aceitou o convite da organização e esteve presente, no último sábado (10), na solenidade de abertura da programação de 2019 do Salão, que é realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo (SemacTur) e Centro Nacional do Humor Gráfico (Cedhu).
“É uma responsabilidade, principalmente para mim que estive no Salão, pela primeira vez, 40 anos atrás e retornei muitas vezes depois. Minha carreira no Humor começou pelo rádio e passou pela TV, internet e pelos palcos, mas nunca deixei de ser um ávido consumidor e apreciador da Arte do Desenho. Pretendo fazer uma grande bagunça no próximo ano aqui”, disse Bonfá, com seu conhecido jeito descontraído.
Membro do Conselho Consultivo do Salão Internacional de Humor de Piracicaba, Paulo Bonfá tornou-se conhecido após fundar o humorístico 'Sobrinhos do Ataíde' e narrar as partidas do 'RockGol', na MTV, emissora onde, mais tarde, ganhou um programa próprio. Passou por outras emissoras de TV e, junto a um grupo de curadores, é idealizador do 'Risadaria', Festival que reúne grandes nomes do Humor Nacional, que mantêm parceria com o evento piracicabano.
“Paulo Bonfá tem sua carreira legada ao Humor, com grande experiência e competência no setor. A exemplo dos outros conselheiros, tem contribuído muito para o sucesso do nosso Salão. Ficamos muito felizes por ele ter aceitado nosso convite e estamos certos que ele agregará ainda mais ao nosso grande evento”, afirmou Rosângela Camolese, secretária municipal da Ação Cultural e Turismo.
O 46º Salão Internacional de Humor de Piracicaba está aberto no Engenho Central e reúne, em sua Mostra Principal, 449 trabalhos, produzidos por 217 artistas de 34 países: Argentina, Austrália, Áustria, Azerbaijão, Bahrein, Bélgica, Brasil, Bulgária, Burkina Faso, Canadá, China, Colômbia, Cuba, Emirados Árabes, Eslováquia, Espanha, França, Índia, Indonésia, Irã, Israel, Itália, Japão, México, Peru, Polônia, Portugal, Romênia, Rússia, Sérvia, Turquia, Ucrânia, Uruguai e Uzbequistão.