REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Funcionários da PC protestaram contra a PEC
Em Piracicaba atuam cerca de 80 pessoas em todas as carreiras

Por Adriana Ferezim

Representantes de todas as Unidades da Polícia Civil participaram de ato em protesto

Crédito: Christiano Diehl Neto

Representantes de todas as Unidades da Polícia Civil participaram de ato em protesto

Quarta-feira, 15 de maio de 2019
Cerca de 25 pessoas, representantes de todas as Unidades da Polícia Civil de Piracicaba, participaram, na tarde desta terça-feira (14), de um ato em protesto contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) número 06/2019, da Reforma da Previdência. O grupo se reuniu em frente à Unidade de Polícia Judiciária (UPJ), no Centro. As Unidades não tiveram o funcionamento interrompido. 
O ato foi incentivado pela Associação de Policiais Civis de Piracicaba (Apol) e pelo Sindicato dos Policiais Civis de Campinas e Região (Sinpol). "Essa PEC retira direitos que conquistamos ao longo dos anos, com muita luta, inclusive retira a gente da categoria da Segurança, do risco policial. Nossos direitos serão todos extintos", ressaltou o presidente da Apol e investigador, Jefferson Nascimento.
Segundo ele, em Piracicaba atuam cerca de 80 pessoas em todas as carreiras da Polícia Civil, incluindo os setores administrativos e de investigação. Há também os carcereiros. "Todos estão aderindo ao Movimento, que é nacional, porque o retrocesso nos direitos fica evidente nessa PEC", ressaltou.
Mudanças previstas
Segundo Nascimento, a proposta ainda afeta a paridade para todos os policiais, "reduz a pensão em 50% em caso de morte do policial civil em serviço, estabelece o teto da aposentadoria em R$ 5,8 mil, aumenta o valor do recolhimento ao INSS para 22% e a idade mínima para a aposentadoria é de 55 anos, para homens e mulheres", disse.
Esses são apenas alguns dos itens que mais tem gerado polêmica. De acordo com Nascimento, há outras medidas propostas na PEC que também podem prejudicar toda a categoria", comentou. O Movimento dos policiais é nacional e está sendo realizado em diversas cidades nessa semana, como Campinas, Ribeirão Preto, Bauru e Presidente Prudente.