EDIÇÃO ESPECIAL
Varejão de Pescados começará nesta quarta-feira
Seis permissionários comercializarão pescados de água doce e salgada

Por Da Redação

Varejão Especial. Expectativa é repetir as vendas do ano passado, cerca de 10 toneladas de pescados

Crédito: Justino Lucente

Varejão Especial. Expectativa é repetir as vendas do ano passado, cerca de 10 toneladas de pescados

Segunda-feira, 15 de abril de 2019
A Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Sema) promoverá, desta quarta-feira (17) à Sexta-Feira Santa (19), a 22ª edição do Varejão Especial de Pescados, nas dependências do Varejão Central (avenida Armando de Salles de Oliveira, com as ruas Dom Pedro II e Santa Cruz). Nos dias 17 e 18, quarta e quinta-feiras, o Varejão funcionará das 14 horas às 19 horas. Na Sexta-Feira, o atendimento será das 6 horas ao meio-dia.
Em 2018, foram comercializadas, aproximadamente, 80 toneladas de hortifrutigranjeiros e 10 toneladas de pescados. Foram atendidas 20 mil pessoas. A expectativa, para este ano é, ao menos, repetir os números do ano passado. Seis permissionários comercializarão pescados de água doce e salgada congelados, vindos de Entrepostos como Bom Peixe; peixes frescos virão do Ceasa de São Paulo, com preços e qualidade controlados por agentes da Sema.
Serão disponibilizados, aos consumidores, peixes como cascudo, curimbatá, corvinas e também pescados mais nobres, como pintado, filhote, bacalhau fresco, etc. O Varejão Especial também terá bancas de frutas nacionais e importadas, cereais, citros, bananas, verduras, legumes, utilidades domésticas, bancas de produtos orgânico, de temperos e condimentos, ovos, frios, laticínios e aves, e a tradicional banca de pastel salgados e refrigerantes. 
Segundo a diretora do Departamento de Abastecimento (Depab) da Sema, Eliane Oliveira de Souza, a Secretaria está pesquisando o Comércio Varejista e o Comércio Atacadista do Ramo para elaborar uma tabela de preços para o consumidor. "Queremos que o consumidor faça economia. No local serão encontrados uma grande variedade de pescados, proporcionando as donas de casa uma grande opção de compras e valores que com certeza, cabem na mesa de todo consumidor", destacou.
Entre as vantagens de se comprar no Varejão Especial de Pescados, Eliane citou o volume de produtos ofertados, o controle de preços e da qualidade, o frescor dos produtos hortifrutigranjeiros que chegam direto da roça - ou de Entrepostos Atacadistas e dos produtores rurais - e os pescados dos grandes Entrepostos.
A economia também é grande na compra de frutas, verduras e legumes, cereais, tubérculos, frios, ovos, aves e laticínios: de 20% e 30% se comparada com a média dos preços praticados pela iniciativa privada.
Além do Varejão Especial de Pescados, os Varejões do São Jorge, Água Branca, Paulista 2, Vila Sônia-I, Mário Dedini, Alvorada, Piracicamirim, Paulista, Raposo Tavares e Cecap/Eldorado, em seus respectivos dias e horários de funcionamento, também terão banca de pescados.
Eliane explicou que esta edição do Varejão Especial de Pescados não incluirá o Sábado de Aleluia (20), que terá funcionamento normal para produtos hortifrutigranjeiros. "Como os entrepostos não abrem na sexta e a venda de pescados é grande, geralmente não há disponibilidade de pescados para o Varejão do sábado", disse.