A SOLIDARIEDADE
7º Megacampanha do Agasalho nas ruas
Prepare a sua doação. Iniciativa começará nesta segunda-feira (15)

Por Adriana Ferezim

Solidariedade. Na Gazeta, Sandra Negri e Célia Orlandin falaram sobre a 7ª Megacampanha do Agasalho

Crédito: Christiano Diehl Neto

Solidariedade. Na Gazeta, Sandra Negri e Célia Orlandin falaram sobre a 7ª Megacampanha do Agasalho

Segunda-feira, 15 de abril de 2019
A ação deste ano, promovida pelo Fundo Social de Solidariedade de Piracicaba (Fussp) e pela Gazeta de Piracicaba começará, nesta segunda-feira (15), e contará com a tradicional corrente de parceiros, pessoas, empresas e Instituições Solidárias que se mobilizam. Todos se unem no propósito de ajudar, nesse período do ano no qual as temperaturas começam a cair, trazendo sofrimento às pessoas de maior vulnerabilidade social.
Todos os envolvidos na Megacampanha do Agasalho, que chega à sua 7ª edição neste ano, buscam voluntariamente incentivar a doação de roupas boas, em perfeitas condições de uso, além de cobertores e edredons, para quem precisa se proteger do frio. A Campanha seguirá até o dia 28 de junho.
No ano passado, foram arrecadadas e distribuídas 45,5 mil peças, conforme a presidente do Fussp, Sandra Negri. “Queremos o apoio da população para receber essa mesma quantidade e até ultrapassar. Todas as peças são muito bem aproveitadas, principalmente as infantis, que temos maior demanda, todos os anos”, comentou.
Por conta dessa principal necessidade, a Megacampanha começa em abril. O Fundo Social de Solidariedade tem essa responsabilidade de atender às necessidades das pessoas mais carentes do município. “Com as doações chegando antes do frio mais intenso, quando ele ocorrer, as crianças, principalmente, já estarão com seus agasalhos. Os adultos também”, disse Sandra.
A presidente relatou que as roupas doadas são entregues às entidades assistenciais da cidade que atendem crianças, adultos e idosos em situação de vulnerabilidade social. Também são fornecidas às famílias que são encaminhadas ao Fussp pelos Centros de Referência da Assistência Social (Cras), da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads).
“Quando essas famílias chegam à Central de Voluntários, onde a trigem das peças doadas é realizada, elas escolhem as roupas que mais gostam. Isso, além de valorizar a doação, melhora a autoestima de pessoas, porque elas têm a oportunidade de vestir o que gostam e o que realmente irão usar”, afirmou.
Peças também são doadas a moradores de rua. Sandra explicou que essa doação acontece por meio das entidades que trabalham com a população de rua.
“É raro, mas acontece de algum morador ir direto até a Central de Voluntários para pedir roupas ou cobertores, que eles precisam muito, mas normalmente o atendimento acontece por meio das Instituições que já fornecem assistência a eles, como alimentação e outros serviços”, comentou.
Todas as roupas doadas são selecionadas
Na Central de Voluntários, conforme as caixas com as doações da população chegam, as peças são separadas entre feminino, masculino e infantil. O mesmo acontece com os calçados. Cobertores e edredons também têm muita procura e também são separados.
“Atuamos dessa maneira há muitos anos, porque facilita tanto a triagem das peças quanto para as entidades e famílias que solicitam as roupas”, disse Célia Orlandin do Fussp. Ela afirmou que são bem-vindas as doações de gorros, cachecóis e até mesmo meias.
“É uma peça que é difícil a pessoa doar, porque é de uso pessoal, mas pedimos a colaboração de quem puder ajudar, doe meias novas para a Megacampanha. É um item que não custa caro e muitas crianças e principalmente os idosos, podem ser beneficiados”, comentou.
Nhô Quentinho de volta à ação
O coração de gorro e cachecol, mascote da Megacampanha do Agasalho, é o símbolo do coração dos piracicabanos, povo solidário e que sempre participa das ações pelo bem comum, principalmente nessa arrecadação de agasalhos.
A Gazeta já tem disponível as caixas coletoras - fornecidas pela Klabin - para as pessoas, empresas, Instituições e Condomínios que quiserem ser um posto de arrecadação e incentivar a comunidade a doar. Eles também levarão cartazes com o Nhô Quentinho, que tem informações sobre o período da Megacampanha.
Para solicitar o material, é preciso enviar um e-mail para o endereço: redacao@gazetadepiracicaba.com.br.
Por esse e-mail será agendada uma data para o interessado retirar, na sede da Gazeta, a caixa e o cartaz.
Quando a caixa estiver cheia, sua retirada deverá ser solicitada ao Fundo Social de Solidariedade de Piracicaba (Fussp) pelo telefone: (19) 3403-1321. O atendimento é das 8 horas às 17 horas.