À JUSTIÇA ELEITORAL
Vara Federal já recebe pedidos para enviar ações
Informação foi confirmada pelo procurador Deltan Dallagnol

Por Agência BrasiI

Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF)

Crédito: Nelson Júnior/SCO/STF

Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF)

O procurador da força-tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, disse que a 13ª Vara Federal, em Curitiba (PR), começou a receber pedidos de advogados de investigados na operação para que os processos sejam enviados à Justiça Eleitoral, conforme decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
“A 13ª Vara Federal em Curitiba já começou a receber pedidos de declinação de competência, ou seja, pedidos para que os casos da Lava Jato sejam remetidos para a Justiça Eleitoral. Efeito da decisão de ontem do STF”, informou o procurador, em mensagem divulgada no Twitter.
Os pedidos serão encaminhados aos juízes Luiz Antonio Bonat e Gabriela Hardt, relatores de processos oriundos da Lava Jato. Na sessão desta semana, o Supremo decidiu que a Justiça Eleitoral deve julgar casos de corrupção quando envolverem simultaneamente caixa 2 de campanha e outros crimes comuns, como lavagem de dinheiro.
Dessa forma, os processos contra políticos investigados na Lava Jato e outras apurações que envolvam simultaneamente esses tipos de crimes deverão ser enviados da Justiça Federal, onde tramitam atualmente, para a Justiça Eleitoral. No entanto, a decisão não é automática e necessita da decisão dos juízes que relatam os casos.