INCÊNDIO NO FLAMENGO
Uma das vítimas da tragédia do CT era de Limeira
Nas redes sociais, costumava publicar fotos com atletas do profissional

Por Da Redação

Rykelmo Viana. O atleta nascido em Limeira (SP) estava havia três anos no Flamengo

Crédito: Divulgação

Rykelmo Viana. O atleta nascido em Limeira (SP) estava havia três anos no Flamengo

Segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019
O mais velho das vítimas de mais uma tragédia que enlutou o Brasil - desta vez, o incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo -, tinha nome em homenagem a um craque do futebol mundial. O volante Rykelmo Viana, de 16 anos de idade, fora batizado como referência ao ex-meia argentino, Juan Román Riquelme, e era de Limeira (SP). Apelidado de Bolívia, jogou na Portuguesa Santista antes de ser descoberto pelo Flamengo, onde estava havia três anos. Faria aniversário no próximo dia 26.
Nas redes sociais, costumava publicar fotos com atletas do elenco profissional do clube. mSeus pais foram informados logo cedo e viajaram às pressas para o Rio de Janeiro, para identificar o corpo, segundo informações do jornalista Edmar Ferreira, da Gazeta de Limeira. “Rykelmo iniciou sua carreira no futebol com o técnico Marcelo Gomes, na Escolinha do Clube Atlético Paulistano, aqui de Limeira. Tinha seis anos de idade, na época”, destacou o jornalista.
Já um jogador de Americana, chamado Caike, de 14 anos de idade, sobreviveu ao incêndio. Ele chegou ao alojamento na última segunda-feira. O pai foi quem levou o garoto para o CT. O jogador dormia na parte de cima de um beliche e acordou com um garoto pedindo seu celular emprestado.
Ao perceber a fumaça, ele pulou da cama, gritou para os amigos e correu. Os pais, muito abalados, embarcaram para o Rio de Janeiro. Caike jogava na equipe do Rio Branco Esporte Clube, em Americana, onde mora a família, desde os nove anos de idade. Ele ficou lá até participar da 'peneira' do Flamengo. (Com informações de Edmar Ferreira, da Gazeta de Limeira, Alenita Ramirez, do Correio Popular e AE)