FLORIDA CUP
São Paulo cometeu erros e perdeu para o Frankfurt
O técnico André Jardine escalou duas equipes diferentes

Por Estadão Conteúdo

Um dos lances do jogo

Crédito: Divulgação/São Paulo

Um dos lances do jogo

O São Paulo começou com derrota a temporada 2019. Na estreia na Florida Cup, o time perdeu para o Eintracht Frankfurt, da Alemanha, por 2 a 1, no Al Lang Stadium, em São Petersburgo, nos Estados Unidos. Nenê fez o gol dos brasileiros, mas dois erros da defesa foram determinantes para o tropeço: um pênalti cometido por Bruno Peres e um gol contra de Igor Vinícius.
O técnico André Jardine escalou duas equipes completamente diferentes em cada tempo da partida, para observar a maioria dos jogadores que viajaram aos Estados Unidos. Na etapa inicial, jogaram os "titulares", com as estreias de Tiago Volpi, Hernanes e Pablo, que foram para o intervalo perdendo por 1 a 0.
O melhor momento veio na segunda metade do confronto, quando a "velha guarda" - Nenê e Diego Souza, principalmente - entrou em ação e chegou a empatar o duelo. Os times voltarão a campo. Quem somar mais pontos no encerramento dos duelos será o campeão do torneio amistoso.
A formação inicial do São Paulo teve: Tiago Volpi; Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Hudson, Jucilei e Hernanes; Helinho, Pablo e Everton. Dos três reforços, quem acabou sendo mais participativo bo primeiro tempo foi Hernanes. Posicionado à frente de Hudson e Jucilei no meio-campo, foi o principal organizar de jogadas e o homem de referência quando a equipe roubava a bola e contragolpeava. Faltou, claro, ritmo de jogo e entrosamento.
O destaque positivo foi Helinho. Aberto pelo lado direito, levou perigo em dribles e lances individuais, e teve a melhor chance de gol, ao completar de primeira um cruzamento de Reinaldo. A bola passou por cima do travessão. Já Pablo, discreto, não conseguiu nenhuma chance para finalizar.
Por razões óbvias, o aspecto físico foi determinante para que os alemães, que estão no meio da temporada europeia, tivessem mais volume de jogo. Ajudou, também, o vacilo da defesa brasileira logo aos oito minutos. Tiago Volpi recebeu a bola recuada e, pressionado pelo atacante adversário, abriu na direita a Bruno Alves.
Ao tentar dominar, o lateral perdeu o controle e deu um carrinho dentro da área, acertando Willems. Pênalti que Rebic cobrou alto, no centro da meta, para abrir o placar: 1 a 0. O time são-paulino voltou do intervalo com esta formação: Jean; Igor Vinícius, Bruno Alves, Lucas Kal e Léo; Willian Farias, Araruna e Liziero; Nenê, Everton Felipe e Diego Souza. O Eintracht Frankfurt também trocou quase todos os jogadores - a exceção foi Hrgota.
Mais compacto, o São Paulo melhorou e tomou conta do confronto. Em rápido contra-ataque puxado por Liziero, aos 10 minutos, a bola foi rolada a Diego Souza, que cruzou até Nenê. O camisa 10 completou com finalização chapada, sua marca registrada, e deixou tudo igual: 1 a 1. O problema foi que aos 18, uma nova falha defensiva recolocou os alemães na frente. Após o cruzamento da esquerda, Jean saiu para agarrar, mas se atrapalhou e trombou com Igor Vinícius. A bola bateu no lateral-direito e entrou.