ELEIÇÕES 2018
Presidente do TRE-SP alerta para o voto consciente
'Não há nada de mal integrar uma linha de pensamento', disse

Por Agência Brasil

Urna eletrônica usada no Brasil

Crédito: Agência Brasil

Urna eletrônica usada no Brasil

Quarta-feira, 12 de setembro de 2018
O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), Carlos Eduardo Cauduro Padin, alertou os eleitores brasileiros para que deem um voto consciente, já que o resultado das próximas eleições terá poder de aumentar ou reduzir a instabilidade política. Padin participou de evento no Insper, na Capital Paulista. “Não há nada de mal integrar uma linha de pensamento, mas não pode chegar ao ponto de perder a capacidade de pensar. Senão, vira um mero instrumento, como de um fanático, de uma coisa que talvez você nem compreenda direito”, disse.
Padin pediu que a população não deixar de votar, e reforçou que o voto nulo não anula a eleição. “A cidadania dá o direito de votar, mas traz também o dever da participação”. E acrescentou que escolher o melhor candidato “é tirar o egoísmo e pensar no coletivo”.
Fake news
Padin disse que a fiscalização para identificar notícias falsas na internet cabe aos interessados, que devem levar os problemas encontrados ao TRE. Segundo o magistrado, o Tribunal não pode ser visto como um certificador de veracidade das notícias. “Não temos estrutura. O que nós estamos fazendo é nos capacitando para entender como o meio funciona”, disse.
Ele pediu aos usuários prudência com o conteúdo que repercutem. “Militantes, seguidores, o fato de você pertencer a um grupo não pode eliminar a sua autocrítica”, alertou. André Zanatta, advogado do Google, disse que a plataforma está empenhada na colaboração do combate a fake news (notícias falsas).
Ele informou que a empresa já recebeu, nestas eleições, 51 representações, a maioria envolvendo o site de vídeos Youtube. Desse total, 36 pediam remoção de conteúdo, cinco pediam dados do usuário que fez a postagem e 10 pediam ambos. Foram deferidos 23 desses pedidos.