EVENTO SOLIDÁRIO
Apresentação das Rainhas abre a Festa
A renda será revertida para 21 instituições sociais de Piracicaba

Por José Ricardo Ferreira

A abertura da Festa das Nações de Piracicaba, edição 2018

Crédito: Antonio Trivelin

A abertura da Festa das Nações de Piracicaba, edição 2018

Quinta-feira, 17 de maio de 2018
A 35ª edição da Festa das Nações de Piracicaba começou na noite desta quarta-feira (16), no Engenho Central, e se estenderá até este domingo (20). São 17 restaurantes e dois quiosques disponíveis ao público. A abertura contou com o desfile das Rainhas e as presenças do prefeito Barjas Negri (PSDB), da primeira-dama, Sandra Negri, que preside o Fussp (Fundo Social de Solidariedade de Piracicaba) e do presidente da Fenapi (Associação Cultural Festa das Nações de Piracicaba), Marco Antonio Guidotti.
As Nações e Estados que servirão seus pratos típicos são as seguintes: Brasil (Brasil Nordeste, Brasil Norte, Brasil Sul e Piracicaba), Alemanha, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Itália, Índia, Nova Zelândia, México, Nações Árabes, Nações Africanas, Portugal e Reino Unido. A renda da Festa será revertida para 21 instituições sociais de Piracicaba.
A Festa proporciona uma diversidade de sabores. São comidas típicas como, por exemplo, o bobó de camarão na Brasil-Nordeste, o Grillwurst que é a salsicha de vitela grelhada na brasa, acompanha mostarda forte no restaurante alemão, ou, ainda, Cucagna no espaço italiano. O evento ainda tem a opção dos lanches rápidos, porções, bebidas e doces.
O prefeito elogiou o trabalho dos voluntários, servidores públicos, instituições sociais e patrocinadores. “Trabalhamos durante vários meses para propiciar uma festa bonita para Piracicaba e região”, disse.
A primeira-dama salientou que a Festa sempre dá bons resultados porque todos se unem para o bem das instituições. “É um conjunto. Prefeitura, patrocinadores, a Lei Rouanet, as instituições para promoverem essa festa”, declarou.
O presidente da Fenapi (Associação Cultural Festa das Nações de Piracicaba), Marco Antonio Guidotti, inaugura uma nova fase de gestão da Festa, com as instituições mais próximas da organização do evento. “A expectativa é que a Festa se aprimore cada vez mais e que as entidades se unam para ter sinergia entre elas. O objetivo comum é melhorar o trabalho de assistência na cidade”.
A Festa é realizada pela Fenapi e pela Casa do Bom Menino, com recursos da Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, e promovida pela Prefeitura de Piracicaba, por meio do Fussp (Fundo Social de Solidariedade de Piracicaba), com organização da Secretaria Municipal de Governo e Desenvolvimento Econômico.
Nesta quinta-feira (17), a Orquestra Paulistana de Viola Caipira é um dos destaques musicais a partir das 19 horas. A Festa se estenderá até às 22 horas. Na sexta (18), será das 19 horas às 22 horas; no sábado, a partir do meio-dia até às 23 horas e, no domingo, último dia do evento, do meio-dia às 17 horas.
Os ingressos custam R$ 10,00 e há a meia-entrada. Eles podem ser obtidos também pela internet, no site: www.aloingressos.com.br. Nesta quinta-feira, todos os visitantes pagarão meia-entrada, isto é: R$ 5,00. A venda física ocorre em três Bilheterias. O estacionamento tem quatro mil vagas e o valor é R$ 20,00.
Serviço
35ª Festa das Nações de Piracicaba
Quando - Até domingo (20)
Onde - No Engenho Central, localizado à avenida Maurice Allain, 454
Mais informações - No site: www.festadasnacoespiracicaba.com.br
Instagram - @festadasnacoesdepiracicaba.