CONJUNTO DE AÇÕES
Maternidade de São Pedro (SP) está cheia
Em seis dias, o Hospital São Lucas registrou 14 nascimentos

Por Da Redação

Bebês na Maternidade do Hospital São Lucas, de São Pedro, no dia 12 de abril último

Crédito: Priscila Alves/Prefeitura de São Pedro

Bebês na Maternidade do Hospital São Lucas, de São Pedro, no dia 12 de abril último

Segunda-feira, 16 de abril de 2018
A recém-inaugurada reforma da Maternidade do Hospital São Lucas, de São Pedro (SP), a Santa Casa, registrou o nascimento de 14 bebês entre as 19 horas do dia 4 de abril e as 18 horas do dia 12. Neste período, nasceram 10 meninas e quatro meninos. A secretária municipal de Saúde e interventora do Hospital, Miriam Silva, destacou que estes números são reflexos de um conjunto de ações realizadas na atenção básica, com atenção especial ao pré-natal e amplo trabalho desenvolvido com as gestantes.
"Várias ações foram realizadas na assistência da Rede Cegonha, com prioridade para o pré-natal, estímulo à atenção contínua e fortalecimento das pacientes com os médicos ginecologistas da rede", disse a secretária, destacando, também, que hoje em dia, quando a gestante chega ao Hospital, ela já conhece os médicos que atuam no Hospital e na rede. "Na hora do parto, o médico conhece a gestante e o prognóstico e assim toda a equipe e gestante sentem segurança".
Estrutura ampliada
Na reforma recém-apresentada ao público, a Santa Casa recebeu investimentos de R$ 6,7 milhões em obras físicas e equipamentos. A Maternidade, que recebeu investimentos de aproximadamente R$ 400 mil, ganhou novos leitos, incubadora, instalação de rede de gás embutida, instalação de armários para os leitos, berçário e ar condicionado.
O local foi reestruturado seguindo as normas do RDC 50 (Regulamento Técnico para obras de Saúde), com piso que não absorve infiltrações, o que colabora para a não proliferação de bactérias e contaminações. Também foram reformados consultório, ambulatório, recepção, farmácia e posto de Enfermagem, além de os leitos ganharem armários e ar condicionado.
"Não é apenas um ambiente mais moderno. É também um local mais confortável e com menor risco de infecção. A população de São Pedro merece uma Maternidade de referência não somente pelo excelente serviço que vem realizando, mas também, pela sua infraestrutura", destacou Miriam.