NO MÉXICO
Professor Antonio Carlos Giuliani lançará novo livro
Foram editados três mil exemplares que serão vendidos em 17 países

Por Adriana Ferezim

Na Gazeta, professor Giuliani mostra a capa do livro

Crédito: Antonio Trivelin

Na Gazeta, professor Giuliani mostra a capa do livro

Segunda-feira, 16 de abril de 2018
O professor phD, Antonio Carlos Giuliani, está no México para o lançamento de seu novo livro 'Marketing: Escolas de Pensamento Pelo Enfoque Latino-Americano', escrito, em Espanhol, em parceria com o professor Emigdio Larios-Gómez. Foram dois anos de pesquisa para a elaboração da análise de 13 teorias que contam a história do Desenvolvimento do Marketing.
O livro foi editado pela Pearson Education e será lançado em Piracicaba, em maio, no Senac, onde Giuliani é coordenador do curso de pós-graduação em Marketing. Ele e de Larios-Gómez integram um grupo de mais 12 professores que colaboraram com as pesquisas para a elaboração do livro.
Inicialmente, foram editados três mil exemplares que serão comercializados em 17 países: México, Argentina, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai.
Apresentação
No México, Giuliani participará de sete encontros, com apresentação de palestras nas principais universidades da Cidade do México e da cidade de Puebla, desde o dia 13, até o dia 22 de abril. “Esse livro, tem um caráter mais acadêmico, porque, apesar de apresentar casos reais da América Latina, trata muito da Teoria da Evolução do Marketing desde os anos de 1950”, explicou Giuliani.
Naquela época, a função do Marketing era econômica e toda a ênfase era focada no produto, na necessidade da venda e na distribuição dos itens que já eram produzidos em série. O que levou a criar a escola promocional, no sentido de promoção para escoar a produção que se acumulava. A partir disso, há a criação da estratégia de preço, da interferência do consumidor, a mais recente análise do perfil de comportamento do consumidor, ação no mercado.
“Há ainda o Macromarketing, a marca associada ao social e o Marketing Humanista, que respeita o consumidor que não vai adquirir uma marca ou um produto caso ele não esteja em um contexto humano. O consumidor tem acesso fácil à informação e não prestigiará uma marca que desrespeita o Meio Ambiente, explora a mão de obra, divulga, mas não participa de projetos sociais, entre outras ações que as empresas precisam ficar atentas, para compreender e atender o consumidor que é nativo digital”, disse.
Giuliani ressalta que na evolução, cada fase complementa a outra. “Esse livro dá aos leitores a oportunidade de ter uma abordagem das escolas clássicas do pensamento em Marketing, com modelagem para alguns casos e exemplos até o Marketing atual, contemporâneo”, afirmou.