A FATALIDADE
Estudante é a segunda a perder a vida, em 24 horas
Foi o segundo acidente fatal registrado na área urbana da cidade

Por Ana Cristina Andrade

O Peugeot bateu na árvore, Isabella foi socorrida, mas não resistiu

Crédito: Divulgação

O Peugeot bateu na árvore, Isabella foi socorrida, mas não resistiu

Terça-feira, 13 de março de 2018
A estudante Isabella Teodoro de Camargo, 22 anos de idade, morreu vítima de acidente ocorrido no último sábado (10), cerca de sete horas após bater o carro - um Peugeot - em uma árvore grande, na rua Men de Sá, localizada no bairro Castelinho. Foi o segundo acidente fatal registrado na área urbana da cidade, com colisão em obstáculo, em menos de 24 horas.
Na madrugada da última sexta-feira (9), um carro caiu no rio Piracicaba depois de bater em um poste e o motorista, de 19 anos de idade, não resistiu, e morreu no local. No caso da estudante, a rua tem uma descida acentuada. A causa do acidente ainda é desconhecida, mas será revelada por meio de laudo do Instituto de Criminalística (IC), que deverá ficar pronto dentro de 30 dias.
Sabe-se que não foram localizadas marcas de freadas no asfalto, muito menos vestígios de bebidas alcoólicas no carro a vítima. A suspeita é que ela tenha sofrido um mau súbito, mas só o laudo do IML (Instituto Médico Legal) para apontar o que aconteceu.
O choque na árvore
O acidente aconteceu às 3h17. Quando chegaram ao local, dois policiais militares da 1ª Companhia, de Piracicaba, encontraram a jovem sendo socorrida por um médico do Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência). 
]A informação era de que Isabella estava inconsciente e seu estado de saúde era grave. Ela foi levada para a Santa Casa, onde morreu por volta das 10h40. Pela rede social Facebook, conhecidos da vítima deixaram mensagens de pesar.
Sepultamento
O corpo de Isabella Camargo, que morava no Condomínio Terras IV, foi velado no Velório da Saudade e o enterro foi realizado na tarde do último domingo (11), no Cemitério da Saudade.