OVOS DE CHOCOLATE
Páscoa antecipada em supermercados
Faltando 46 dias para a Páscoa, as tradicionais parreiras já são vistas

Por Marcelo Rocha

As pessoas já estão de olho nos ovos e nos preços

Crédito: Del Rodrigues

As pessoas já estão de olho nos ovos e nos preços

Quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018
Ainda faltam 46 dias para a Páscoa, mas a oferta de ovos de chocolate já começou em alguns supermercados da cidade. As tradicionais parreiras de exposição já estão sendo montadas e carregadas com ovos para todos os gostos e bolsos. Por enquanto, a procura ainda é tímida pelos ovos de chocolate, reconhecem os gerentes de vários supermercados de Piracicaba ouvidos pela Gazeta, mas já tem cliente levando seu chocolatinho para comer antes da hora.
“Estamos vendendo ovos desde o dia 24 de janeiro. Recebemos a primeira entrega do fornecedor Laciella, na sequência vieram produtos da Lacta, Garoto e Ferrero Rocher. Mas a nossas lojas ainda não receberam todo o volume comprado”, afirma Wilson Moreira, gestor de Produtos da Rede de Supermercados Delta.
“Temos opções de ovos a partir de R$ 2,99 para ovos de 50 gramas e com ovos chegando até R$ 99,90. Temos uma opção muito boa de preço que é o ovo timber 150 gramas a R$ 10,90”, exemplifica. O supermercado Enxuto também não recebeu ovos de todos os seus fornecedores. Por hora, a parreira está recheada com ovos Nestlé e Ferrero Rocher.
“A gente percebe que o consumidor ainda está em clima de Carnaval, mas partir da semana que vem a parreira vai estar cheia”, declara Janaine Miquelini, gerente operacional do Enxuto.
As quatro lojas da rede Jaú Serve, instaladas em Piracicaba, também iniciarão a montagem de suas parreiras “após o fim do Carnaval”, comenta Cesar Rodrigo Maschette, gerente da unidade localizada no bairro Vila Rezende. A rede vai comercializar ovos de chocolate de fabricantes tradicionais e de marcas alternativas, que têm preços mais em conta.
A Gazeta apurou que os supermercados Savegnago, Coop e Beira Rio estarão montando suas parreiras nos próximos dias. “Mas por enquanto o movimento está devagar, porque o pessoal deixa para a última hora esperando que o preço abaixe”, diz uma funcionária de uma das três redes.
Na última segunda-feira (12), o comerciante Waltercídes Santos, 47 anos de idade, e a esposa, Gisele Cristina dos Santos, estavam fazendo compras num supermercado e sondando o preço dos ovos de Páscoa.
“Vamos comprar quando a Páscoa se aproximar. Acho que essa antecipação de ofertas é uma necessidade de mercado, porque a economia está um pouco retraída as empresas se apegam e apostam bastante nessas datas específicas”, avalia Santos, que é gerente de uma grande loja de Departamentos.
“A procura por ovos ainda é tímida, mas a gente já põe o produto na parreira para sinalizar que a loja (supermercado) é um ponto de venda e que ela terá tal produto”, analisa Reinaldo Lucas, gerente do Delta situado à avenida Luciano Guidotti.
Aumento de 3%
De acordo com os fabricantes de ovos ligados à Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), em 2018 os produtos desembarcarão nas prateleiras de lojas e supermercados com aumentos médios na ordem de 3%. Durante evento do setor, realizado no fim de janeiro pela Abicab, a associação informou que em 2018 o número de lançamentos de produtos de Páscoa será de, aproximadamente, 130.
Em 2017, houve 147 novidades. No ano passado, foram produzidas nove mil toneladas de chocolate para a Páscoa (ou 36 milhões de ovos de chocolate).