EDIÇÃO 2018
Campanha da Fraternidade aborda a cultura da paz
Ação será lançada oficialmente nesta Quarta-Feira de Cinzas (14)

Por Da Redação

Equipe da CF da Diocese Piracicaba, responsável pela formação e divulgação da iniciativa

Crédito: Rosiley Lourenço

Equipe da CF da Diocese Piracicaba, responsável pela formação e divulgação da iniciativa

Quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018
Tendo como tema "Fraternidade e Superação da Violência", e lema "Vós Sois Todos Irmãos" (cf. Mt 23,8), a Campanha da Fraternidade 2018 será lançada oficialmente nesta Quarta-Feira de Cinzas (14), no auditório da sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília (DF). Na Diocese de Piracicaba, o lançamento oficial da CF 2018 ocorrerá também neste dia 14, quando o bispo diocesano Dom Fernando Mason presidirá a missa das Cinzas, às 19h30, na Sé Catedral Santo Antônio, em Piracicaba. 
Realizada anualmente pela CNBB, desde 1964, a Campanha da Fraternidade tem sempre como finalidade despertar os cristãos para reflexão de temas que norteiam a realidade social visando a busca do bem comum.
Este ano, o tema abordado pela CF é muito atual e faz parte do nosso dia a dia, pois convida a todos a refletir sobre a construção de uma sociedade mais fraterna, "promovendo a cultura da paz, da reconciliação e da justiça, à luz da Palavra de Deus, como caminho de superação da violência", como salienta o texto-base da CF produzido pela CNBB.
Visando levar a cultura de paz e a superação da violência em todas as suas dimensões na diocese, a Equipe Diocesana da Campanha da Fraternidade realizou encontros de formação sobre a CF nas sete regiões pastorais da Diocese.
"Todos os anos a equipe diocesana estuda os documentos produzidos pela CNBB sobre a Campanha da Fraternidade e promove a formação para os agentes de pastorais, a fim de que os mesmos sejam multiplicadores em suas paróquias, e assim toda a Igreja possa refletir sobre o seu papel na mudança social. Para nós, esse ano, o paradigma daquele que supera a violência é o Cristo Crucificado que perdoa os seus algozes", explica o coordenador diocesano de Pastoral, padre Kleber Fernandes Danelon.
Para os encontros, realizados no final de janeiro e início de fevereiro, foi utilizado o método "ver", "julgar" e "agir" do texto-base. Ao todo, os sete encontros contou com a participação de aproximadamente 1,2 mil pessoas, membros de diversas pastorais.
"Este ano, a CF propõe superar a violência a partir de prática da justiça social e pequenas ações pessoais, familiares, comunitárias e sociais, assim promovemos a paz que tanto necessitamos e é sonho de Deus", finaliza o sacerdote.
Os encontros estão sendo coordenados pela Equipe Diocesana da CF, formada pelo diácono Edgard Oliveira Batista e os leigos André Phillip Bertoletti, Ana Maria Carvalho, José Antonio Franco, Joelma Aparecida da Silva Monteiro, Cesar Augusto Borgi, Jairo Brunini e Luismar Honorato.
Quaresma
O tempo da Quaresma propõe conversão e reconciliação com Deus, com a Igreja e com todos os irmãos. É neste tempo oportuno que somos chamados a repensar nossa postura como cristãos e assim nos prepararmos para a Semana Santa e para a Ressurreição do Senhor Jesus.
Este é o momento litúrgico mais significativo para os católicos. A caminhada quaresmal começa na Quarta-Feira de Cinzas e se encerra na véspera na Quinta-feira da Semana Santa. Este ano, a Semana Santa será celebrada de 25 de março a 1º de abril, tendo como ápice o Tríduo Pascal (Quinta, Sexta-feira Santa e Sábado) e a Ressurreição do Senhor Jesus, na Vigília Pascal, e no Domingo de Páscoa.