UMA HORA E 30 MINUTOS
Chuva deixa seis carros ilhados
Duas pessoas foram resgatadas de cima de um Ford EcoSport

Por Ana Cristina Andrade

A chuva deixou veículos praticamente submersos perto do Teatro

Crédito: Del Rodrigues

A chuva deixou veículos praticamente submersos perto do Teatro

Sexta-feira, 12 de janeiro de 2018
Seis carros ficaram ilhados na tarde desta quinta-feira (11), no começo da avenida 31 de Março, na esquina da rua Santa Cruz com a avenida Independência, por causa do alagamento provocado pela chuva que durou cerca de uma hora e 30 minutos. Choveu, segundo o secretário-executivo da Defesa Civil, Odair Melo, 50,8 milímetros. "Foi chuva moderada e generalizada em vários municípios da região", declarou.
O chamado para socorro na 31 de Março chegou ao Corpo de Bombeiros por volta das 19h40. Duas pessoas foram resgatadas de cima de um Ford EcoSport, que ficou quase que todo encoberto pela água. Quando os bombeiros chegaram, algumas pessoas já haviam abandonado seus carros, mas os ocupantes do EcoSport não conseguiram sair.
"Demos ré com o caminhão mais alto e encostamos no carro resgatando as duas vítimas. Elas não tiveram ferimentos, foi apenas susto", disse o sargento Viana, comandante de prontidão do Posto de Bombeiros da avenida Independência.
Viana explicou que a enchente não durou mais do que 10 minutos e mesmo com cordão de isolamento, muitos motoristas insistiam em passar no meio da água. "É arriscado e as pessoas não obedecem", observou.
O carro de um taxista também ficou embaixo d'água, mas ele conseguiu sair a tempo. Enquanto 10 bombeiros atuavam na avenida, outra equipe foi para a rua Maristela, localizada no bairro Cantagalo, onde havia pessoas ilhadas. A água baixou logo e ninguém precisou ser resgatado.
"Tem um córrego que passa atrás do bairro e transbordou com a chuva. Rapidamente, voltou ao normal. A água de enchente desce com a mesma intensidade com que sobe, ou seja, rapidamente", disse. Na rua Nossa Senhora de Fátima, que corta a 31 de Março, três veículos ficaram com mais da metade de água. A Gazeta teve dificuldade para chegar ao local.
Às 21h30, o secretário-executivo da Defesa Civil, Odair Melo, estava na rua Eça de Queiroz, no bairro Vila Monteiro, onde transbordou a rede de esgoto e invadiu uma residência. Houve alagamento, também, na rua Gomes Carneiro e na Armando de Salles Oliveira.