RECURSOS PÚBLICOS
Câmara solicita informações sobre destino
Presidente da Casa quer saber sobre o destino dos R$ 2.782.590,31

Por Valéria Rodrigues/Câmara

O presidente da Mesa Diretora, Matheus Erler (PTB)

Crédito: Fabrice Desmonts/Câmara

O presidente da Mesa Diretora, Matheus Erler (PTB)

Sexta-feira, 12 de janeiro de 2018
Antes de licenciar-se, e após a devolução final de recursos da Câmara de Vereadores à Prefeitura de Piracicaba, o presidente da Mesa Diretora da Casa de Leis, Matheus Erler (PTB), remeteu ofício ao prefeito Barjas Negri (PSDB). No documento, o petebista questiona o destino dos R$ 2.782.590,31 devolvidos ao caixa geral da Prefeitura em 26 de dezembro de 2017.
O objetivo de Erler é obter informações oficiais sobre a decisão do chefe do Executivo quanto ao pedido unânime dos 23 vereadores de destinação dos recursos aos hospitais que atendem via SUS (Sistema Único de Saúde).
Em novembro do ano passado, durante reunião com os vereadores em que foi informado de que, já naquela data, seriam devolvidos R$ 1,5 milhão para minimizar a dívida contraída pela Prefeitura junto à Santa Casa e ao Hospital dos Fornecedores de Cana, Erler solicitou de Barjas o compromisso de que, no final do ano, qualquer recurso ainda economizado pela Casa tivesse o mesmo destino, visto que a dívida com os hospitais superava R$ 20 milhões.
Com a efetivação da transferência final, totalizando a devolução aos cofres da Prefeitura no valor de R$ 9.282.590,31, em 2017, Erler entende que é preciso levar à opinião pública a definição do prefeito, evidenciando o papel que os vereadores tiveram na construção de uma medida que, não sanou, mas pode ter auxiliado o município a evitar um caos no atendimento à Saúde.
Segundo Erler, 2017 foi um ano em que a Câmara pode se dispor a contribuir com um dos problemas mais graves do município, que é a gestão da Saúde. Ele pontua que no Orçamento de 2018, a Casa abriu mão, já na origem de quase R$ 10 milhões que a Lei Orgânica lhe garante. “Parte destes recursos foi atribuída às ações ligadas à saúde, também a pedido dos vereadores”, disse Erler.
O presidente disse ainda que a Casa continuará dando todas as contribuições possíveis, sejam em economia ou projetos, para que o setor da saúde possa estar cada vez mais assistindo.