TURMA DA MÔNICA
Maurício de Sousa nas escolas de Piracicaba
Os livros também serão disponibilizados à população

Por Adriana Ferezim

Apresentação do projeto aconteceu nesta segunda-feira (4)

Crédito: Del Rodrigues

Apresentação do projeto aconteceu nesta segunda-feira (4)

Terça-feira, 5 de dezembro de 2017
A biografia do desenhista Maurício de Sousa, criador da Turma da Mônica, estará disponível em todas as Escolas Municipais (120) e Estaduais (68) de Piracicaba. Duzentos exemplares do livro 'Maurício, A História que Não Está no Gibi', foram todos autografados por ele e doados, nesta segunda-feira (4), em uma ação social de valorização da Educação no município, que beneficiará mais de 55 mil estudantes e os professores. Os livros também serão disponibilizados à população nas Bibliotecas Municipais.
A entrega aconteceu no gabinete do prefeito Barjas Negri (PSDB). Os exemplares foram adquiridos e doados para as escolas pelo Instituto Arcor e pela Hyundai Motor Brasil. A entidade e a montadora foram parceiras da Secretaria Municipal de Ação Cultural e Turismo (SemacTur) na realização da 1ª Feira do Livro de Humor e Quadrinhos, que teve como patrono o desenhista Maurício de Sousa, que veio pessoalmente fazer a entrega dos vencedores do Salãozinho de Humor. Esses eventos são atividades paralelas ao Salão Internacional de Humor de Piracicaba, que neste ano foi presidido pelo cartunista Jal.
Na entrega dos exemplares, nesta segunda-feira, Jal representou Maurício de Sousa e ressaltou que a história do desenhista é inspiradora a todos os brasileiros.
“Esse livro conta a vida dele, os desafios que superou e as muitas pessoas que foram alfabetizadas pelos gibis que ele criou. Ele mesmo conta que aos cinco anos achou um gibi num canto da casa, pediu para a mãe ler e isso despertou a vontade de aprender a ler gibis e livros. Na juventude ele chegou a ler um livro por dia. Era uma pessoa sem dinheiro, enfrentou diversos problemas, lutou contra o mercado que é desigual para autores internacionais e venceu. Hoje tem 10 milhões de leitores por mês e sua marca obtém 80% do mercado de quadrinhos no País”, afirmou.
A secretária municipal de Ação Cultural e Turismo, Rosângela Camolese, ressaltou que a ideia de disponibilizar os livros nas escolas ocorreu durante a realização da Feira. Ela também agradeceu o atendimento do Instituto Arcor e da Hyundai, ao projeto. “A leitura dessa biografia vai fortalecer o conhecimento dos professores e dos alunos”, disse.
Erasmo Spadotto, diretor do Salão Internacional de Humor de Piracicaba, Elaine Albaladejo, coordenadora de Ensino Complementar da Secretaria Municipal de Educação, e Elaine Brancalion, supervisora da Diretoria de Ensino de Piracicaba, da Secretaria de Estado da Educação, ressaltaram que a doação “coroa o trabalho realizado há oito anos nas escolas da cidade sobre a importância do humor gráfico”.
Milena Azal, do Instituto Arcor e Ricardo Martins, diretor-executivo da Hyundai, destacaram a importância de projetos que investem em Educação e na parceria que a montadora já tem com o desenhista na Coreia, onde ele já fez 13 exposições.
O prefeito ressaltou a integração entre o Estado e o município. “Nós pensamos a educação na cidade, do Estado e do município, como uma rede pública única o que faz com que nossas escolas estejam entre as 10 melhores do Estado no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica”, afirmou.