COPA PAULISTA
XV empata em Bauru
Com o resultado, o alvinegro conquista quatro pontos na competição

Por Adriana Ferezim

Técnico do XV de Piracicaba, Evaristo Piza, fez sua estreia fora de casa

Crédito: Antonio Trivelin

Técnico do XV de Piracicaba, Evaristo Piza, fez sua estreia fora de casa

O público de 1.226 pessoas pagantes que prestigiou a partida entre XV de Piracicaba e Noroeste, na tarde do último sábado (15), no estádio Alfredo de Castilho, em Bauru (SP), pela terceira rodada da Copa Paulista de Futebol, não assistiu a uma boa partida. Apenas no final do jogo os dois times arriscaram mais chutes a gol, mas não conseguiram finalizar. Com o resultado, o alvinegro piracicabano conquista quatro pontos na competição e o time da casa alcançou três pontos.
Esse foi o primeiro jogo fora de casa do técnico Evaristo Piza no torneio. No primeiro tempo, o Noroeste começou pressionando o alvinegro piracicabano. Os donos da casa não deixavam o adversário armar jogadas e garantiam a posse de bola no seu campo de ataque. Rodrigo Tiuí, aos 10 minutos, chutou de fora da área e exigiu grande defesa do goleiro Mateus Pasinato.
Praticamente restrito ao seu campo de defesa, o XV conseguiu efetuar o primeiro chute a gol por volta dos 11 minutos, em cobrança de falta feita por Maicon Douglas. O lance não levou perigo ao gol do Noroeste.
A correria continuou em toda a etapa. O Noroeste elegeu o lado direito do campo para a maioria dos ataques. O XV defendia bolas altas, com ação dos zagueiros e com o goleiro Mateus Pasinato. Por diversas vezes os jogadores da cidade de Bauru perderam chances claras de gol, como aos 41 minutos, quando houve uma confusão na área, o goleiro alvinegro ficou no chão sem achar a bola e Jean Pierre não a alcançou no bate-rebate e a bola saiu pela linha de fundo.
O XV entrou melhor em campo no segundo tempo. Mais aguerrido, o time contou também com o aparente cansaço dos jogadores do Noroeste que correram muito na primeira etapa.
Na primeira chance de gol, por volta dos cinco minutos Tito tentou dois toques na bola, mas a zaga tirou. O XV buscava surpreender nos contra-ataques. O goleiro Ferreira fez pelo menos duas grandes defesas. Aos nove minutos, Léo Carvalho chutou de fora da área e ele segurou o lance. Na outra, foi obrigado a usar os pés para evitar o gol após chute de Juninho, que havia tabelado com Tito na grande área, já passados dos 30 minutos de jogo.
O Noroeste tentou reagir no final da partida, exigindo habilidade da defesa. Foram muitos escanteios cobrados. Aos 38 minutos, Rodrigo Tiui tentou cabecear após cobrança, mas Mateus Pasinato ficou com a bola.
Já aos 45 minutos, Noroeste perdeu sua maior chance. O gol ficou livre quando Mateus Pasinato tentou defender o chute de Wellington. O gol ficou livre e a bola sobrou para Elivelton, que pegou mal e Crystian salvou o gol do alvinegro.
Nos acréscimos - o jogo foi até os 50 minutos - Rodrigo Tiui tentou uma bicicleta para surpreender a zaga, mas a bola foi para fora.
Ficha técnica
0 Noroeste - Ferreira; Thiago Félix, Jean Pierre, Marcelinho e Ítalo; Cleber Sousa, Vilson, Maicon Douglas e João Lucas; Wellington e Rodrigo Tiuí. Técnico: Vitor Hugo.
0 XV de Piracicaba - Mateus Pasinato; Crystian, Lucas Cunha, Pablo Rocha e Rafael Rosa; Bruno Formigoni, Gilson e Léo Carvalho (Juninho); Bruninho, Tito e Rafael Gomes. Técnico: Evaristo Piza.
Cartões Amarelos - Thiago Felix e Tito. Árbitro: Alessandro Darcie.
Renda - R$ 17.880,00.
Público - 1.226 pagantes.