BRASILEIRO DA SÉRIE D
XV volta a vencer e alimenta chance
Com a vitória, o alvinegro chegou aos seis pontos do Grupo A-15

Por José Ricardo Ferreira

Com gol de Tito, aos 26 minutos do primeiro tempo, o XV de Piracicaba venceu

Crédito: Antonio Trivelin

Com gol de Tito, aos 26 minutos do primeiro tempo, o XV de Piracicaba venceu

O XV de Piracicaba voltou a vencer após três derrotas consecutivas. A vítima foi o Brusque (SC), na noite da última sexta-feira (16), e o placar foi 1 a 0 para o alvinegro, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série D, no Estádio Municipal Barão de Serra Negra.
Com a vitória, com um gol de Tito no primeiro tempo, o XV chegou aos seis pontos, e está na terceira colocação do Grupo A-15 e com chances matemáticas de classificação, embora não dependa apenas de suas forças para avançar à segunda fase da competição.
O Brusque é o segundo, com sete pontos; o Operário lidera, com nove pontos, e o São Paulo é o quarto, com quatro pontos. No dia 25, o XV precisa vencer o São Paulo em Rio Grande e ainda torcer para que o Brusque perca em casa para o Operário.
O alvinegro começou se impondo e, logo aos dois minutos, mandou uma bola venenosa na área do Brusque, mas Frontini não alcançou para tentar bater para o gol. Aos 12 minutos, Wilson Júnior subiu livre na grande área e testou para difícil defesa de Mateus, que salvou o XV de tomar o primeiro gol.
Aos 15 minutos, Samuel encontrou espaço e bateu com efeito de fora da área, mas Dida, bem colocado, defendeu. Aos 19 minutos, Frontini também arriscou de fora da área, forçando Dida a se esticar todo para mandar a bola para escanteio.
O XV continuou em cima e chegou ao gol aos 26 minutos com Gilsinho servindo Zé Mateus, que cruzou da direita. A bola chegou para Frontini, que ajeitou para Tito bater com precisão, sem chances para Dida: 1x0. O XV não sossegou e, aos 31 minutos, Frontini apareceu livre na grande área e bateu à direita de Dida, que rebateu. Na sobra, Romarinho desperdiçou.
Aos 45 minutos, jogada rápida do ataque quinzista. Frontini tocou para Tito, que passou a bola para Romarinho bater travado pelo zagueiro Lucas Costa, facilitando a vida de Dida. O XV terminou o primeiro tempo com vigor e buscando aumentar o placar. Um aspecto no Barão é que 11 das 80 luzes das quatro torres de iluminação estavam queimadas durante o jogo.
O XV voltou com tudo na etapa final e logo no primeiro minuto Zé Mateus acertou o travessão de Dida. Aos nove minutos, Tito soltou uma bomba de fora da área, mas Dida estava bem posicionado. Aos 11 minutos, João Carlos cruzou fechado e quase surpreendeu Mateus. Aos 15 minutos, a defesa quinzista vacilou.
Wilson Júnior levou melhor sobre Zé Mateus e bateu para defesa milagrosa de Mateus. Nos minutos finais, João Carlos fez falta dura em Léo Carvalho e foi expulso, deixando o Brusque com um a menos.
Na frente do marcador, o XV buscou ter posse de bola e acertou alguns contra-ataques com Romarinho. Após algumas mudanças, o técnico Márcio Fernandes reforçou a defesa e garantiu a vitória do XV e o sonho da classificação entre os 15 melhores segundos colocados dessa fase.
Ficha técnica
1 XV de Piracicaba - Mateus; Zé Mateus, Vinicius Simon, Rodrigo e Samuel; Formigoni, Gilsinho e Léo Carvalho (Bruninho); Tito (Maranhão), Romarinho e Frontini (Carlos Alberto). Técnico: Márcio Fernandes.
0 Brusque (SC) - Dida; João Carlos, Lucas Costa, Neguete e Ronaell; Eurico, Valkenedy, Carlos Alberto (Eduardinho) e Max (Magno); Careca e Wilson Júnior. Técnico: Pingo.
Gol - Tito, aos 26 minutos do primeiro tempo (XV).
Cartões amarelos - Rodrigo, Samuel, Tito, Veloso (XV), Lucas Costa, Magno, Careca (Brusque).
Cartão vermelho - João Carlos (Brusque).
Árbitro - Ranilton Oliveira de Souza.
Local - Estádio Municipal Barão de Serra Negra.
Público - 1.308 pagantes.
Renda - R$ 16.325,00.