MAIOR CONSCIENTIZAÇÃO
Campanha alerta sobre acidentes com a rede elétrica
Os dois acidentes registrados na cidade ocorreram em fevereiro deste ano

Por Adriana Ferezim

Em 2015, segundo a Companhia, ocorreram 75 acidentes na rede elétrica

Crédito: Christiano Diehl Neto

Em 2015, segundo a Companhia, ocorreram 75 acidentes na rede elétrica

Neste ano, a CPFL Energia apurou dois casos de acidentes com choque elétrico em Piracicaba, sendo que um foi fatal e ambos envolveram trabalhadores da construção civil. Evitar acidentes com a rede elétrica é o objetivo da CPFL Energia, que está iniciando uma campanha de conscientização em 623 cidades de atuação do grupo.
De acordo com a CPFL, os dois acidentes registrados na cidade ocorreram em fevereiro e o caso fatal foi de um homem que consertava um telhado. O número de acidentes deste ano representa a metade do que foi registrado entre 2014 e 2016 na cidade, conforme a CPFL. Foram quatro ocorrências nesse período de três anos. Três casos foram leves e um grave, registrado em abril de 2016.
Segundo a Companhia, em 2015, ocorreram 75 acidentes na rede elétrica do Grupo CPFL, sendo 15 deles fatais. Em 2016, a quantidade de acidentes caiu, mas o número de vítimas fatais aumentou. No ano passado, foram registrados 50 casos que vitimaram 25 pessoas. Esse ano, entre janeiro e abril, foram anotados 20 acidentes, sendo 13 fatais.
Redução
A campanha, que pretende conscientizar com a mensagem 'Chega de Choque', será promovida até o final do ano. "O objetivo é reduzir os índices de acidentes com profissionais liberais, como pintores de fachadas, calheiros, colocadores de painéis, eletricistas particulares e trabalhadores da área rural, além de alertar a população sobre outros perigos, como o de se empinar pipas próximo da rede elétrica, usar cabos energizados para pendurar bandeirolas durante festas juninas, fazer ligações elétricas sem conhecimento, entre outros", informa a empresa.
De acordo com o diretor de Comunicação e Relações Institucionais da CPFL Energia, Fabio Caldas, a conscientização dos riscos reais que a eletricidade oferece pode evitar que acidentes aconteçam.
"A campanha pretende incentivar os profissionais e a população em geral a adotar medidas de segurança, planejamento e o uso adequado de equipamentos de proteção. Ela é uma contribuição da CPFL para um tema que afeta a vida das pessoas em todo o País".
No Brasil, segundo levantamento realizado pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), houve registro de 814 acidentes com choque elétrico em 2016.
"Foram 599 fatais - quase dois por dia. Dentre esses casos, 147 eram profissionais da construção civil e manutenção predial - na sua maioria autônoma. Perderam a vida 82 pedreiros, pintores, soldadores, serralheiros e ajudantes, oito trabalhadores do ramo de instalação de fachadas e painéis e 57 eletricistas", informou a empresa.